Ubuntu Notícias

Administradora Lucélia Muniz

Nova Olinda-CE

Meu chão cearense

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira nossos Patrocinadores

Anuncie com a gente

Marketing Digital

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Conheça a história da Senhora Doralice escrita por sua bisneta Paula Bernardelli

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 21 de fevereiro de 2020
Por Paula Bernardelli - Advogada eleitoralista, graduada em Direito pela Universidade Federal do Paraná
Minha bisavó, Doralice, chorou quando descobriu que estavam perguntando detalhes da vida dela porque eu queria escrever sobre ela. Ela achava que a família tinha vergonha da história dela.

Veja, ela nasceu em julho de 1929, numa cidadezinha no interior de Pernambuco. A terceira filha de 14 irmãos, de forma que, como era o costume, ajudou a criar todos os seus irmãos mais novos. Seu pai contratou um professor particular para alfabetização de todos os filhos e das crianças da vizinhança. Assim começou a ser alfabetizada aos 9 anos, aos 11 a família mudou para o interior do Alagoas e lá ingressou numa escola pública, aos 12 foi para o interior de São Paulo, alguns anos depois mudou para Juazeiro do Norte.

Estudou até o 4º ano, e com 17 anos casou com um viúvo que já tinha três filhos, com 2, 5 e 10 anos. Aos 18, já criando três filhos, teve sua primeira filha, que faleceu com 3 meses de vida. Não foi a única vez, teve mais uma filha que morreu com alguns meses e um filho que morreu com 7 dias. Mas teve também mais 3 filhas e 1 filho, além dos três enteados.

Criando 7 crianças descobriu um dia que seu marido tinha uma segunda família. Esse marido tinha ciúmes dela com o próprio filho (que era 7 anos mais novo) e a ameaçava constantemente dizendo que a mataria se ela o traísse.

O marido, militar, mandou os três filhos para escolas militares no Rio de Janeiro. Comprou uma casa em Fortaleza e alguns anos depois ele decidiu que iria vender a casa para comprar outra em Juazeiro.

Venderam. Ele pegou todo o dinheiro e foi embora. Deixou ela sem casa, sem dinheiro, com 4 filhos para criar e sozinha. Ela voltou para Juazeiro, alugou uma casa, esperou pela volta do marido por um tempo. Quando percebeu que ele realmente tinha ido, pegou todo o pouco que tinha e os 4 filhos e se mudou para o interior do Paraná, onde moravam seus pais. Prometeu que não se envolveria com nenhum outro homem novamente.

Lá fez um curso de corte e costura por correspondência. Costurava para ajudar os pais com as despesas. Trabalhava dias e noites, até que adoeceu. Recebeu um convite para dar aulas para turmas iniciais, mas ela sabia que ela mesma precisava de mais aulas.

Dava aula para crianças num turno, estudava em outro, costurava em outro. Chegava em casa de noite e virava a madrugada costurando. Concluiu o ginásio e o diretor do colégio disse que para dar aula para as crianças isso era suficiente. Ela não quis parar. Dizia que queria estar à altura de seu cargo. Seguiu estudando.

Era “mal falada” na cidade, por ser separada e por estudar junto com seus filhos.

Sua filha mais velha casou, seu enteado mais velho levou as outras duas irmãs para morar com ele no Rio de Janeiro, Doralice virou avó. Suas filhas voltaram do Rio. Uma delas foi morar num pensionato em Curitiba, a outra casou. Ficou ela na casa dos seus pais, com seu filho mais novo.

Mudou de cidade mais uma vez, para um emprego melhor, depois mais outra, para Curitiba. Na mudança pra Curitiba levou seu neto, e depois que começou a dar aulas levou mais um neto. Criava os dois, alugava quartos para ajudar a pagar as contas.

Descobriu que seu ex-marido, com a ajuda de seu enteado, forjou um atestado de óbito dela para que ele pudesse casar novamente. Depois de tanta coisa, teve que provar que estava viva.

Estava viva e vivia bem, ia à igreja, dava suas aulas, cuidava dos netos. Aos 50 anos decidiu fazer uma faculdade. Se formou em pedagogia aos 54. Era a mais velha de sua turma.

Foi trabalhar na Escola de Música e Belas Artes de Curitiba, recebia convites para balés, teatros, orquestras e shows, levava todos para os netos e os incentivava a assistir. Valorizava a cultura como forma de aprendizado, ensinou esse valor para todos que a cercavam.

Sua mãe faleceu, seu pai foi morar com ela. Cuidava de 4 netos, do pai e de uma irmã doente. Se aposentou, o pai faleceu, seu neto casou, seu ex-marido faleceu.

Teve idas e vindas de cidade, problemas cardíacos, em 2007 recebeu um diagnóstico que previa mais três meses de vida para ela. Depois disso teve uma queda, um AVC, uma paralisia.

Em 2017 tem 87 anos, 3 enteados, 4 filhos, 23 netos e 6 bisnetos. Cresci tendo ela como minha defensora. “Se você precisar namorar escondido pode usar minha casa”, ela dizia. “Homem nenhum manda na Paula”, ela falava sempre que alguém comentava que eu era brava.

Hoje, depois de muitos dias de internamento, minha bisavó voltou para a UTI, debilitada, fraca, sem forças para reagir, para falar, para contar essa sua história incrível para quem queira ouvir.

Eu não sabia bem ao certo o que faria com a história da minha bisavó quando decidi perguntar. Eu só sei que ela chorou. Chorou porque achava que sua história era uma vergonha. É absurdo pensar que deixamos ela acreditando nisso por tantos anos.

Eu ainda não sei bem o que fazer com toda sua história, mas ao menos isso fez ela saber que eu tenho – e nós temos – um orgulho danado da mulher que ela é, e de tudo que ela representa.
Na foto é ela, em sua formatura, aos 54 anos. [Atualizo esse post para registrar que na sexta-feira, dia 17/02, Doralice, minha Vó Lice, descansou. Deu tempo dela ouvir sobre o quanto sua história estava se espalhando e de como ela nos inspira]. 
 Escreveu sua bisneta, Paula Bernardelli

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Interior do Ceará registra paralisação de grupos de PMs e viaturas com pneus vazios

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 19 de fevereiro de 2020
Com informações do Diário do Nordeste
Viaturas da Polícia Militar de pelo menos sete municípios do interior do Ceará amanheceram nesta quarta-feira (19) paradas, com os pneus esvaziados. As ações contra a segurança pública como paralisações e atos em Batalhões promovidas por PMs são registradas nos municípios de Barbalha, Canindé, Crato, Iguatu, Juazeiro do Norte, Quixadá e Sobral.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, afirmou que 261 policiais militares serão investigados por crimes militares no Ceará relacionados a paralisações e danos a viaturas da corporação. As mulheres participantes dos atos também serão investigadas. Segundo Costa existem "grupos da Polícia Militar que têm praticado crimes militares e atos de vandalismo", disse em coletiva na manhã desta quarta-feira (19).
"Para essas pessoas, vamos agir com todo o rigor", acrescentou. Ainda de acordo com ele, os PMs irão responder por motim, revolta, insubordinação e devem ficar sem seus salários.

Paralisação na Região do Cariri
E em Juazeiro do Norte, cerca de 20 viaturas estão paradas em frente ao Vapt-Vupt, no Centro do município. Um carro utilizado por policiais da Polícia Rodoviária Estadual do Ceará (PRE-CE) também teve os pneus furados pelos manifestantes. 

Na 5ª Cia do 2° Batalhão do Crato, 16 agentes de segurança estão sem trabalhar. Quatro viaturas estão paradas, sendo que três circulam por dia. Um dos policiais, que pediu pra não se identificar, disse que se surgir alguma ocorrência mais grave, os policiais vão atuar. Porém, até o início da tarde desta quarta, não foi registrado nada grave. O mesmo cenário é observado em Barbalha com viaturas estacionadas com pneus esvaziados.  

Segue logo abaixo vídeo feito por moradores do município de Nova Olinda, registro da tarde de hoje, onde policiais encapuzados teriam pedido para fecharem o comércio e também teriam levado a viatura desta localidade.
Ainda na tarde desta quarta-feira, o Governador Camilo Santana se pronunciou sobre a situação. Segue o vídeo como o pronunciamento do governador.

Vem aí a Feira do Conhecimento Regional | GAMES, ROBÓTICA, MARKETING DIGITAL, INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, EMPREENDEDORISMO E STARTUPS

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 19 de fevereiro de 2020
Com informações da Universidade Regional do Cariri-URCA
Será realizada nos dias 17 e 18 de março de 2020 a Feira do Conhecimento Regional (FdCr), desta vez no Cariri. O evento acontece no Ginásio Poliesportivo da Universidade Regional do Cariri – URCA (Rua Carolino Sucupira S/N – Pimenta – Crato). A FdCr tem entrada gratuita e deverá receber visitantes de toda a região.
Games, robótica, marketing digital, inteligência artificial, empreendedorismo e startups serão apresentados e debatidos na Feira. A programação inclui ainda o “HackDay”, onde equipes irão apresentar suas ideias em torno do tema “Solução de Cidade Inteligente para a região do Cariri”. IncluI ainda o Rapadura Day com a participação das startups do Kariri Valley e oficinas gratuitas.
A Mostra Ceará Faz Ciência, que acontece durante os dois dias da Feira, traz uma seleção de projetos desenvolvidos na região em áreas como comunicação e tecnologia, startups, biotecnologia, games e empreendedorismo. 

Já o laboratório móvel Ciência Itinerante vai apresentar seus experimentos nas áreas de Química, Física e Tecnologia da Informação (TI). Um planetário móvel também estará à disposição para visitação.

A Feira do Conhecimento Regional será realizada através da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Inovação do Estado (Secitece), com o apoio da Universidade Regional do Cariri (URCA).

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

As Competências Socioemocionais na BNCC

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 17 de fevereiro de 2020
“Em meio a uma realidade de transformações rápidas e constantes, é reconhecido que para alcançar o sucesso os indivíduos devem ir muito além dos conhecimentos cognitivos”.
Como se tratam de aspectos que devem ser trabalhados na escola, é essencial que as competências socioemocionais sejam contempladas pelos currículos em todas as etapas da educação. Dessa forma, formaliza-se o compromisso da instituição em trabalhar essas competências com os estudantes ao longo da sua formação.

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), criada com o objetivo de orientar a elaboração dos currículos de todas as escolas brasileiras, adota dez competências gerais que perpassam todos os componentes curriculares de toda a Educação Básica. Essas competências podem ser divididas em três grandes grupos, sendo um deles diretamente ligado ao caráter e às atitudes do indivíduo.

Competências ligadas ao conhecimento
1. Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

2. Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

3. Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural.

Competências ligadas às habilidades
4. Utilizar diferentes linguagens - verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

5. Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

6. Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.

Competências ligadas a atitudes e ao caráter
7. Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta.

8. Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas.

9. Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro e aos direitos humanos, com acolhimento e valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza.

10. Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Além disso, o próprio documento da BNCC firma um compromisso com a educação integral, que vai além do domínio de conteúdos e se preocupa em desenvolver competências socioemocionais.

Dessa forma, a BNCC abrange não apenas as competências cognitivas, mas também as socioemocionais. Portanto, os educadores devem nortear seu trabalho e adaptar suas práticas pedagógicas buscando o desenvolvimento integral dos alunos, ajudando-os a ir além do domínio de conteúdos.

Fonte: Plataforma Educacional – PAR

45ª Edição do Ubuntu Notícias | QUADRO DE ENTREVISTAS, GIRO DA SEMANA, UBUNTU NEWS e COLABORADORES

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 17 de fevereiro de 2020
“Em cada homem de talento existe, escondido, um poeta; ele manifesta-se no escrever, no ler, no falar ou no ouvir”.
E na 45ª Edição do Ubuntu Notícias recebemos o Escritor Antônio Hélio da Silva em nosso QUADRO DE ENTREVISTAS.  Natural do município de Araripe-CE é membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, fundador da Sociedade dos Poetas de Araripe e atualmente lançou o Romance Histórico Concha Verde Brejo Seco publicado na Amazon.

E no GIRO DA SEMANA:
Sobre a ESTABILIDADE do Servidor Público
Leia mais em: https://bit.ly/38p7ep6

NEUROEMPREENDEDORISMO - A ARTE DE VER OPORTUNIDADES PARA ABERTURA DE EMPRESAS NO MERCADO por Cláudio De Musacchio
Leia mais em: https://bit.ly/2StAYKQ

Mentoria Orquestra de Sopros - Weekend, em Piquet Carneiro, acontecerá nos dias 08 e 09 de fevereiro
Leia mais em: https://bit.ly/2tA4Hta

Ainda no UBUNTU NEWS:
Crônica de minha autoria está na Coletânea IMORTAIS III da Academia de Letras do Brasil
Leia mais em: https://bit.ly/2OkDdPm

Aos nossos COLABORADORES,
Gratidão a todos que apoiam esta iniciativa de cunho Educacional/Cultural. Aos que desejarem também apoiar as nossas edições em vídeo entrem em contato pelo (88) 9 9964 3918 (WhatsApp).

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Soluções Inteligentes

Serviços
Vendas de sistemas comerciais e segurança eletrônica. Tecnologia aplicada a segurança Patrimonial e Municipal, Sistemas comerciais para todos os seguimentos.
Organização
Alexandre Santana
Contato  
(88) 9 9291 9821 (WhatsApp)
Endereço
Rua Dr. José Alencar Alves, 199
Bairro: Nossa Senhora de Fátima
Em Nova Olinda-CE

Redes Sociais
Página no Facebook
Instagram @solucoes_inteligentes 

E-mail
solucoesin@gmail.com

Degusta Drinks

Serviços
Bar, restaurante e petiscaria - bebidas quentes e geladas, drinks diversos, espetinhos, porções e show ao vivo.
Organização
David Marques
Contatos
(88) 9 9984-5534
Endereço
Avenida Perimetral Sul, nº 733
Bairro: Centro
Em Nova Olinda-CE

Horário de funcionamento
De terça-feira a domingo. De terça-feira a sexta-feira a partir das 17h. Sábado e domingo a partir das 16h.

Redes Sociais

Instagram @degusta_drinks

Página no Facebook

E-mail
davidmarquesoi@hotmail.com

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Curso de atuação para cinema, TV e novela

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 11 de fevereiro de 2020
Você já pensou em ser ator/atriz? Vagas disponíveis para o curso de atuação para cinema, TV e novela.  O curso tem duração de 12 meses, com certificado e a produção de um longa-metragem ao final do curso! As aulas acontecem em Juazeiro do Norte, na Clínica Diálogos, próximo a praça La Favorita.  Apenas 01 final de semana por mês: sábado e domingo.
Turma Kids: 8h às 12h
Turma adulta: 13h às 18
Para saber mais detalhes: www.escoladeatores.tv
Reserve logo a sua vaga!😘🎥
Falar com Cheyenne Alencar – Contato (88) 9 9375 6262

domingo, 9 de fevereiro de 2020

Sobre a ESTABILIDADE do Servidor Público

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 09 de fevereiro de 2020
Mensagem recebida via WhatsApp
Sou servidor público! Minha estabilidade foi gerada pela natureza do trabalho que desenvolvo, sempre seguindo os critérios da legalidade e os princípios éticos. Não devo ficar à mercê da esquerda ou da direita estarem no poder.

Não posso ter o cargo ameaçado porque atuei de forma contrária aos interesses de grupos empresariais ou de partidos políticos. Pago 14% de contribuição previdenciária sobre o total do que ganho e não apenas sobre um teto.

Contribuição essa, importante destacar, que nunca se acaba, pois sou um contribuinte previdenciário VITALÍCIO!!! Portanto, minha aposentadoria sou eu mesmo que pago, não se trata de nenhum “peso” extra para os cofres públicos.

Não tenho e nunca tive FGTS. O meu patrão, a União (Estado ou Município) tem, portanto, esse refresco tributário de 8% sobre o total de sua folha de pagamento.

Não sonego impostos. O imposto de renda já vem retido na fonte! Não invento despesas. Todos os anos faço minha declaração de renda, ao contrário de muitos empresários que burlam o sistema, além de receberem gordos incentivos e isenções fiscais.

É injusto e covarde ver campanhas desmoralizando o servidor público! Não se deixe enganar: a quebra da previdência e das finanças públicas é resultado de renúncias fiscais (perdão de dívidas milionárias de empresas), de isenções bilionárias, de inadimplência dos grandes devedores, bancos principalmente, da contribuição patronal do INSS, além do uso indevido da verba e da má administração dos recursos públicos...

A crise econômica e política, a falta de acesso à saúde e demais serviços por parte da população, não é culpa do funcionalismo público concursado! Colega servidor, ativo ou inativo, passe adiante. Copiei, colei e compartilhei. Sugiro que faça o mesmo.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Participem do bazar beneficente para ajudar o Projeto Lilica – ONG de proteção aos animais de rua

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 07 de fevereiro de 2020
Com informações dos componentes do Projeto Lilica
A equipe do Projeto Lilica – ONG de proteção aos animais de rua realizarão bazar beneficente para ajudar a referida instituição. Estes precisam de ajuda para manter o projeto funcionando, porque mesmo tendo ganhado um novo lar houve um aumento da quantidade de animais resgatados da rua em situações de risco e doentes.
Então, houve a necessidade de ir para um lugar maior. Porém, como estamos em período de chuvas, a equipe do referido projeto precisa terminar a cobertura do local e separar o terreno em alas para manter a integridade dos filhotes resgatados.
Eles ainda informaram que infelizmente um dos animais morreu pisoteado após uma briga, e outros adoeceram e não resistiram. Os mesmos ainda precisam arcar com os custos rotineiros como alimentação, medicamentos, exames e veterinário.
Para ajudar na realização deste bazar beneficente, você poderá doar roupas, calçados ou peças que possam ser colocadas à venda. Participem desta ação solidária!

NEUROEMPREENDEDORISMO - A ARTE DE VER OPORTUNIDADES PARA ABERTURA DE EMPRESAS NO MERCADO por Cláudio De Musacchio

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 07 de fevereiro de 2020
Por Cláudio De Musacchio – Cientista do Comportamento Organizacional
Projeto do meu amigo Walter Nunes da UFMA, como tese de doutoramento na UFRGS. A ideia foi estudar como o cérebro reconhece oportunidades de negócios nas coisas que observamos durante o dia a dia.

Para isso, ele desenvolveu uma metodologia para que os estudantes construam pensamento empreendedor, focado em abertura de negócios. Já que a maioria deles, se preparam para o mercado de trabalho como empregados.

Uma parte desta cultura advém do modelo de ensino voltado para a ocupação nas fábricas, nos tempos da industrialização. Os conteúdos e a metodologia utilizada pelos docentes eram ricos em exemplos de trabalhadores operacionais no mercado de trabalho.

Professor Walter observou que se as pessoas desenvolvem pensamento para serem empregados, não conseguem ver oportunidade de negócios e não se encorajam para montar suas próprias empresas. É possível mudar o atual pensamento do estudante nas escolas públicas para um pensamento empreendedor? SIM

Basta enriquecer os conteúdos, as falas, os exemplos, e as oficinas de práticas, com metodologias interdisciplinares empreendedoras. Nosso próximo desafio é mudar a educação escolar, desde os primeiros anos do ensino básico, para a construção de sujeitos empresários, donos dos bens de capital e de serviços.

Ensinar a correr riscos, elaborar projetos, estudar formas e maneiras de desenvolver produtos e ou serviços, capazes de melhorar a vida das pessoas, melhorar as relações comerciais e, sobretudo, melhorarem a si mesmos com realização plena do trabalho.

Mentoria Orquestra de Sopros - Weekend, em Piquet Carneiro, acontecerá nos dias 08 e 09 de fevereiro

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 07 de fevereiro de 2020
Para participar da Mentoria Orquestra de Sopros - Weekend, em Piquet Carneiro, foram selecionados 15 Maestros do Estado do Ceará. Na ocasião, haverá a oportunidade de alguns desses maestros serem escolhidos para participarem de projetos na área da música.
Um dos maestros selecionados para participar deste evento é Paulo Fabiano Alberto - Regente da Banda de Música Municipal de Araripe Tabelião José Humberto de Alencar; Monitor de Educação Musical do Município de Araripe e membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE.
“Gostaria de compartilhar com os amigos um momento muito especial na minha vida profissional. É a participação em um treinamento chamado MENTORIA ORQUESTRA DE SOPROS, um divisor de águas na minha carreira como maestro e artista”, disse Paulo Fabiano.
O responsável pelo evento é o Maestro ARLEY FRANÇA - Maestro fundador da Orquestra Contemporânea Brasileira e Orquestra de Sopros de Pindoretama; Palestrante; Formador de líderes; Empreendedor Social.