Ubuntu Notícias

Administradora Lucélia Muniz

Nova Olinda-CE

Meu chão cearense

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Anuncie com a gente

Marketing Digital

domingo, 18 de novembro de 2018

Conheça a Escritora Elizabeth Antão – Patrona da ALB/Araripe-CE

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 18 de novembro de 2018
Patrona ALB/Araripe-CE – Por Raimundo Sandro Cidrão, Cadeira 12
Elizabeth Antão de Oliveira Lima é uma senhora clássica, culta, elegante e de um carisma contagiante. Ela teria nascido no Distrito de Brejo Grande, em Santana do Cariri, caso seu pai Francisco Antão de Souza, não tivesse mudado com sua esposa Otília Gomes de Matos Bantim e família, para São Pedro do Cariri, hoje Caririaçu, em decorrência de intempéries políticas. Mas retornou a Santana do Cariri onde passou sua infância e adolescência; chão que considera sua verdadeira terra natal.

Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Recife, fez também o Curso Pedagógico, assim como vários outros de aperfeiçoamento na Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro-RJ, onde foi aluna do Professor Cândido Jucá Filho e do gramático Rocha Lima.

Professora de Língua e Literatura, e Técnica em Assuntos Educacionais, adotou Recife, capital do Pernambuco, como sua cidade mãe, onde reside no Bairro de Boa Viagem, e desfruta de grande respeito e admiração por parte de seus familiares e amigos; em virtude de suas qualidades as quais listá-las aqui, seria um nunca acabar. Simplicidade, bons princípios, talento, humildade, educação, dedicação, solidariedade, etc.

Como educadora foi uma exímia pesquisadora que sempre procurou manter a unidade da língua, com suas características. Trabalhou como professora em Araripina-PE, no Grupo Escolar Pe. Luiz Gonzaga e no Ginásio São Gonçalo, escola que também dirigiu. Em Recife, no Colégio Joaquim Nabuco (Secretária e professora); Colégio Carneiro Leão (Professora); Ginásio Barros de Carvalho (Técnica em assuntos educacionais e professora); Escola Técnica Federal (professora). Quase quatro décadas dedicadas à Educação.

Casada com o também professor Ranulpho de Oliveira Lima, de cuja união não houve descendência, Betinha ou Beta, como é mais comumente chamada carinhosamente pelos familiares como sua irmã Penha Vasconcelos, e amigos próximos, ao ficar viúva dedicou sua vida à literatura e à poesia.

É membro da União Brasileira de Escritores-UBE-PE e do Rotary Club de Recife, e como literata tem publicados vários livros de contos, crônicas e poesias, dentre os quais: “Faces do Tempo”, “Abrindo as Porteiras do Mundo”, “Brisas do Outono”, “De volta com a Saudade”, “Perguntas que me fizeram”, “Bicho treva”, dentre outros.

Participou de várias antologias e revistas em Recife, e no Cariri é colaboradora do Jornal “A Voz do Araripe”, bem como do “Jornal da Confraria”, da revista do espetáculo “O Calvário de Jesus” e “Cariri Destaque”, do informativo “O Futuro Passa Aqui” da Sociedade Teatral Santanense, dentre outros.

Sua figura empática e singela, ao mesmo tempo chique e moderna, já é uma presença marcante nas Festas da Padroeira de Santana do Cariri, na EXPOCRATO, nas terras romeiras do Padre Cícero, bem como em eventos literários, culturais e artísticos.

Elizabeth Antão deixa presente em todos os seus trabalhos o alicerce da força, do amor e da determinação, e para cumprir mais uma missão nos brinda com sua história de vida, seus poemas e seus sonhos, que agora ilustram com letras douradas o patronato da Academia de Letras do Brasil-CE, em sua Seccional Araripe, na Região do Cariri Oeste.
Escreveu Raimundo Sandro Cidrão, Acadêmico ALB/Araripe-CE – Cadeira 12.
Membros da ALB/Araripe-CE e seus respectivos Patronos:
Cadeira 01 – José Evantuil de Sousa
Patrono – FAUSTA VENÂNCIO DAVID
Cidade - Altaneira

Cadeira 02 – Francisco Adriano de Sousa
Patrono – NOEMI DE ALENCAR ARRAES
Cidade - Araripe

Cadeira 03 – Francisca Ionete Pereira
Patrono – JOSÉ PEREIRA LIMA
Cidade - Araripe

Cadeira 04 – Francisco Torres Pimentel
Patrono – THEODOLINA RODRIGUES PIMENTEL
Cidade - Salitre

Cadeira 05 – Tereza Mara de Oliveira
Patrono – ELÓI FRANCISCO DA SILVA
Cidade - Salitre

Cadeira 06 – Eliziane Alves Barbosa
Patrono – PADRE RAIMUNDO ARAÚJO SILVA
Cidade - Araripe

Cadeira 07 – Antonia Lúcia Nunes de Alencar Almeida
Patrono – ANTONIO NUNES ALENCAR
Cidade - Araripe

Cadeira 08 – Linik de Deus Costa Lima
Patrono – JOAQUINA AMÉLIA DE SOUSA
Cidade - Araripe

Cadeira 11 – Cícero Arlindo dos Santos
Patrono – HIGINO TELES DE MENEZES
Cidade - Araripe

Cadeira 12 – Raimundo Sandro Cidrão
Patrono – GENEROSA AMÉLIA DA CRUZ
Cidade – Santana do Cariri

Cadeira 13 – José Vandir de Araújo Alencar
Patrono – ALEXANDRE ALEXANDRINO DE ALENCAR
Cidade - Araripe

Cadeira 14 – José Saymon Pereira Rodrigues
Patrono – MIGUEL DALMIR RODRIGUES
Cidade - Potengi

Cadeira 15 – José Tarciano Rodrigues Nogueira
Patrono – LUIZ OTACÍLIO RODRIGUES
Cidade - Araripe

Cadeira 16 – Indra Dias Timóteo
Patrono – JOSÉ OÊMIO TIMÓTEO DE ARRUDA
Cidade - Araripe

Cadeira 18 – Maria de Fátima Amorim
Patrono – ANTONIO MENDES AMORIM
Cidade - Araripe

Cadeira 19 – Paulo Fabiano Alberto Nunes
Patrono – JOSÉ FREIRE DE GUSMÃO
Cidade – Santana do Cariri

Cadeira 20 – Luiz Carlos Barbosa Salatiel de Alencar
Patrono – MARIA EMÍLIA DE ALENCAR BARBOSA
Cidade - Araripe

Cadeira 21 – Lúcia Maria de Oliveira Castro Pires Tavares
Patrono – JOSÉ ALVES BATISTA
Cidade - Potengi

Cadeira 22 – José Roberto de Morais Silva
Patrono – ANTONIO PAULINO DE LIMA
Cidade - Araripe

Cadeira 23 – Francisca Ferreira de Lira e Silva
Patrono – ANTONIO JOSÉ DE LIRA
Cidade - Araripe

Cadeira 24 – Maria do Socorro Guedes Venâncio
Patrono – EUCLIDES GUEDES RODRIGUES
Cidade - Potengi

Cadeira 25 – Pedro Alves Cavalcante Neto
Patrono – ANTÔNIO ALVES CAVALCANTE
Cidade – Campos Sales

Cadeira 26 – Germá Martins dos Santos
Patrono – JOSÉ JÚNIOR LEITE
Cidade - Tarrafas

Cadeira 27 – José Humberto de Alencar Filho
Patrono – VERA LÚCIA RODRIGUES DE ALENCAR
Cidade - Araripe

Cadeira 28 – Antônio Hélio da Silva
Patrono – ANTONIO GIRÃO BARROSO
Cidade - Araripe

Cadeira 29 – Adriana Pereira Costa
Patrono – ALEXANDRE MANUEL DA SILVA
Cidade - Araripe

Cadeira 30 – Francisca de Matos Arrais
Patrono – EZEQUIEL PEREIRA DE AMORIM
Cidade – Antonina do Norte

Cadeira 31 – Maria Oliveira Lino
Patrono – ANTONIO RODRIGUES DOS SANTOS
Cidade - Altaneira

Cadeira 32 – Elisangela Oliveira da Silva
Patrono – ANTÔNIA JOSEFA DA CONCEIÇÃO
Cidade – Nova Olinda

Cadeira 33 – José Nicolau da Silva Neto
Patrono – JOÃO SABINO DANTAS
Cidade - Altaneira

Cadeira 35 – Lucélia Muniz da França
Patrono – MARIA CONSTÂNCIA DA FRANÇA MUNIZ
Cidade – Nova Olinda

Cadeira 36 – Raimunda Máximo Pereira Feitoza Costa
Patrono – BÁRBARA PEREIRA DE ALENCAR
Cidade – Campos Sales

Cadeira 37 – Antonio Rafael Sobrinho
Patrono – ANTONIO JOSÉ DOS SANTOS
Cidade – Tarrafas

Cadeira 38 – Maria Elói da Silva Oliveira
Patrono – ANTÔNIA ROSA RIBEIRO
Cidade – Salitre

Cadeira 39 – Mariano de Oliveira Carvalho
Patrono – MARIANO LIMA DE CARVALHO
Cidade – Campos Sales

Cadeira 40 – Maria Edvania da Silva
Patrono – ENOQUE ANTÔNIO DO NASCIMENTO
Cidade - Araripe

Cadeira 41 – José Jesus Leite
Patrono – MARIA LUIZA LEITE
Cidade – Assaré

O Professor e Ativista, Nicolau Neto, estará participando na UFCA da IX Semana da Filosofia – Africanidades, Educação e Resistência

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 18 de novembro de 2018 
Via (( BNN )) Blog Negro Nicolau - Um Portal de Comunicação a Serviço da Cidadania, Empoderamento e Diversidade  
No período de 19 a 23 de novembro, universitários/as, professores/as, pesquisadores/as e demais representantes da sociedade civil irão se debruçar no compartilhamento de experiências e conhecimentos na IX Semana de Filosofia da Universidade Federal do Cariri (UFCA), em Juazeiro do Norte-CE.
O evento organizado pelo Centro Acadêmico de Filosofia tem como tema “O Lado Negro da Filosofia: Africanidades, Educação e Resistência” e contará com mesas redondas, rodas de conversa, oficinas, minicursos, vivências e apresentação de produções acadêmicas e não-acadêmicas. Segundo informações divulgadas no site oficial do evento, a escolha da temática partiu da necessidade de “fazer afrontamento à ausência de estudos e pesquisas sobre africanidades e filosofia africana na UFCA e na academia de modo geral”, além de pretender “afrontar a problemática da construção e perpetuação de um espaço hegemonicamente branco, assim como a importância de reafirmar a necessidade da política de cotas raciais e sua efetivação na prática”. “Outro aspecto fundamental é pensar a permanência das pessoas negras nas instituições de ensino superior que são estruturalmente racistas”, justifica-se.

A Semana que se norteará a partir de três eixos centrais inter-relacionados - africanidades, educação e resistência -, objetiva, dentre outros, refletir e fazer enfrentamento aos longos anos de injustiça e invisibilização epistemológica para com as produções de autores e correntes filosóficas de pensamento não-eurocêntricas, nesse caso específico, as de origem africana e afrodescendente. Para tanto, contará com a seguinte programação:
SEGUNDA-FEIRA (19/11)
16h: Credenciamento
18h30: Homenagem ao Mestre Moa do Katendê
19h às 21h30 - Mesa de Abertura - Origens Africanas da Filosofia: as muitas facetas do racismo epistemológico
Convidados: Prof. Dr. Reginaldo Domingos (UFCA), Prof. Alex Baoli e Prof. Dr. Wanderson Flor (UnB)
Local: Auditório Bárbara de Alencar (Bloco E)

TERÇA-FEIRA (20/11) Dia da Consciência Negra
09h às 12h – Comunicações
14hrs às 17h – Oficinas
18h30 – Artistagem: Cypher de Break
19h às 21h30 – Roda de conversa – 130 anos depois: a juventude negra quer viver!
Convidadas/os: Pâmela Queiroz (UFCA) e Rapper Dextape
Local: Moringa (entre os blocos A e C)

QUARTA-FEIRA (21/11)
09h às 12h – Comunicações
14h às 17h – Oficinas
18h30 – Artistagem: Cota Não É Esmola (Canto)
Estudantes do Colégio Tiradentes
19h às 21h30 – Mesa 02 – Avanços e Percalços Entorno da Lei 10.639: história e cultura afro-brasileira na educação básica
Convidadas/os: Profa. Dra. Maria Telvira (URCA) e Prof. Nicolau (GRUNEC/ALB/Seccional Araripe)
Local: Auditório Bárbara de Alencar (Bloco E)

QUINTA-FEIRA (22/11)
09h às 12h – Minicursos
14h às 17h – Minicursos (continuação)
17h às 19h – Artistagem
19h às 21h30 – Roda de conversa: Interseccionalidades entre Raça, Classe, Gênero e Diversidade Sexual
Convidadas/os: Tiago Alexandre (URCA), Carlos Dias (URCA) e Frente de Mulheres de Movimentos do Cariri
Local: Moringa (entre os blocos A e C)

SEXTA-FEIRA (23/11)
18h30: Homenagem a Marielle Franco
19hrs às 21h30 – Mesa de encerramento – A carne mais barata do mercado...: a racialidade em tempos de fascismo
Convidadas/os: Me. Maria Yasmim (UECE) e Prof. Edson Xavier (URCA)
Local: Auditório Bárbara de Alencar (Bloco E)
22h: Cultural

Escritor Adriano Sousa apresenta pesquisa biográfica sobre a Patrona Noemi de Alencar Arraes da ALB/Araripe-CE

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 18 de novembro de 2018
Tenho saudades da terra onde nasci, da companhia dos meus pais e irmãos, da convivência dos parentes, dos passeios nos lugares mais pitorescos e aprazíveis do Araripe.  Noemi de Alencar Arraes
Ocupante da Cadeira Nº 02 da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Francisco Adriano de Sousa, presidente da referida academia apresentou sua pesquisa biográfica sobre a Patrona Noemi de Alencar Arraes no dia 09 de novembro de 2018 em Araripe-CE.
NOEMI DE ALENCAR ARRAES – A ESCRITORA DA SAUDADE
Patrona ALB/Araripe-CE
Por Francisco Adriano de Sousa
A ressignificação histórica não carece de justificativa para acontecer. Todas as pessoas de uma comunidade contribuem para o seu engrandecimento. Assim, perpetuam-se na história.

Pinçássemos da história araripense qualquer personagem, encontraríamos nele motivos justíssimos para transcrever a sua biografia e endossar a sua relevância para a sociedade em que esteve inserido em determinada época.

Na oportunidade foi feito a escolha de Noemi de Alencar Arraes, cuja biografia encontra-se esmiuçada em um trabalho de pesquisa que foi apresentado para efetivação de patronato na Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE.

Araripense nascida no seio de família tradicional cuja casa em que nasceu se faz marco municipal em arquitetura histórica; casada com o telegrafista que hoje denomina a artéria principal da cidade; mudando-se para a cidade de Crato-CE, foi primeira-dama e fez brilhante trabalho à frente da Comissão Municipal da Legião Brasileira de Assistência (LBA), enquanto seu esposo assumiu a prefeitura municipal; viúva, formou e casou os filhos. Com muita coragem levou adiante todos os negócios do marido, homem de reconhecida influência e sócio majoritário da Fábrica Aliança, em Crato-CE.

Noemi Arraes foi dotada de muitas qualidades, inclusive domésticas, contudo, homenageamo-la pela maior contribuição que ela poderia ter dado a história araripense: a escrita das suas memórias, em primeiro momento intitulada de “HÁ 55 ANOS”, depois datilografada em máquina elétrica e versão definitiva – A ROCINHA E A FÁBRICA – Reminiscências e Reflexões.

Aos 70 anos de idade, diabética e angustiada coma ausência dos filhos que viviam distantes, da mãe que permanecia em Araripe-CE aos 95 anos e a crise financeira pela qual passava desde a morte prematura do seu esposo Alexandre Arraes, decidiu por escrever as suas memórias a fim de dissipar as preocupações e pensamentos negativos acerca da vida.

Dotada de sensibilidade, saudade e atitude, concebeu A ROCINHA E A FÁBRICA – Reminiscências e Reflexões. Esta obra divide a vida de Noemi Arraes em dois momentos muito distintos: enquanto a ROCINHA fala da vida de Noemi em Araripe-CE, da infância ao lado dos seus pais, irmãos e demais parentes, a inocência da infância, o apego a casa dos pais e a roça situada no quintal da casa onde morava; a FÁBRICA relata a vida depois do casamento, a vida como Primeira-Dama do município de Crato-CE quando seu esposo Alexandre Arraes foi prefeito de reconhecido valor político e administrativo. A FÁBRICA, na verdade, também se materializa na Fábrica Aliança fundada por seu marido e que fracassou depois da sua morte. O negócio desandou e a fábrica entrou em decadência, segundo Noemi Arraes, advinda do mau gerenciamento do negócio.

FÁBRICA à parte, o nosso interesse histórico dá-se pelos detalhes escritos na primeira parte da obra – A ROCINHA, pois é nessa parte em que encontramos pequenos resumos biográficos araripense, a descoberta de personagens e situações que a história se quer registra em qualquer outro documento.

A ROCINHA E A FÁBRICA – Reminiscências e Reflexões, é o motivo pelo qual escolhemos Noemi Arraes para patrona da Cadeira Nº 02 da Seccional Araripe da Academia de Letras do Brasil.

Fragmentos
[...] seu clima [Araripe] é ameno e saudável, tanto que o povo não adoece. Nunca ouvi dizer que tivesse morado um médico no Araripe. Não se toma quase remédio e as doenças que aparecem o clima cura.
O Araripe prolonga a vida, [...]
Passou por lá um jornalista e pediu para ver o cemitério. Admirou-se de seu pequeno tamanho. Já em São Paulo, escreveu um artigo sobre o assunto, em que ressaltou que, no Araripe, quase ninguém morre.
Noemi Arraes. Escritora
In A Rocinha e a Fábrica – Reminiscências e Reflexões
Foto: Casa de Pitia na Rua Alexandre Arraes em Araripe-CE. Nesta casa nasceu Noemi de Alencar Arraes em 1900.

A pesquisa biográfica sobre a referida patrona encontra-se no Livro PATRONOS, Vol. 1 da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, uma obra coletiva.
FRANCISCO ADRIANO DE SOUSA
Biografia
Nasceu em Altaneira-CE. Filho de Andrelino Pinto e Francisca Maia. Graduado em Letras (2012) pela Universidade Regional do Cariri-URCA. Sócio-fundador da Sociedade dos Poetas de Araripe-SPA. Presidente por dois mandatos: 2009-2010 e 2012-2014.

Sócio Correspondente do Instituto Cultural do Vale Caririense-ICVC, em Juazeiro do Norte-CE. Membro-fundador da ALB/Ceará, Cadeira 10. Membro-fundador da ALB/Araripe-CE, Cadeira 02.

Presidente Pro-Tempore da ALB/Araripe-CE, 2016-2017. Presidente da ALB/Araripe-CE, 2017-2019. Doutor em Filosofia Universica, pela Academia de Letras do Brasil/Ceará.

Obras publicadas:
- Vivi Um Grande Amor;
- Dona Nem, 93 Anos de História- Biografia;
- Dois Dedos de Prosa (em parceria com outros autores);
- Araripe – Cidade da Gente (Livro Didático em parceria com outros autores);
- Livro PATRONOS, Vol. 1 (obra coletiva em parceria com acadêmicos da ALB/Araripe-CE).

sábado, 17 de novembro de 2018

Nota de pesar aos familiares de Neto Roseno

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 17 de novembro de 2018
A presidência da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, serve deste veículo para se solidarizar junto aos familiares e amigos de Neto Roseno, que parte deste plano deixando consternada toda a população de Antonina do Norte. Neto Roseno estava secretário de administração do governo municipal, é parente próximo da acadêmica Leka Arrais, de quem foi aluno. Esta Academia eleva votos de condolências a ilustre acadêmica. Atenciosamente, Adriano Sousa, presidente.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

IV FEIRA EMPPREENDEDORA da escola profissional de Nova Olinda terá como homenageado o “Mestre Espedito Seleiro”

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de novembro de 2018
O Programa de educação empreendedora denominada Jovens Empreendedores realizado na EEEP Wellington Belém de Figueiredo tem culminância com a IV Feira do Empreendedorismo, este ano homenageando o Mestre Espedito Seleiro.
O evento corresponde à finalização da aplicação dos conteúdos da disciplina de Empreendedorismo realizada nas turmas dos 1º anos, que teve início no primeiro semestre letivo. “Visa fomentar a cultura empreendedora na região consorciada com a referida escola”, disse o Professor Jhon Wille Gomes dos Santos, regente da referida disciplina.
A escola está vivendo a expectativa da inauguração das lojas de cada sala de aula, expondo e vendendo os produtos que cada turma confeccionou. Os alunos irão sentir a experiência de organizar a produção, conferir os estoques e fazer a divulgação de suas lojas e de seus produtos.
Também estão sendo abordados aspectos de atendimento para que todos os visitantes da feira sejam bem atendidos. Além disso, os alunos estão se preparando para exercer o controle administrativo no dia da feira, pois terão que se organizar para controlar as vendas realizadas e os valores recebidos pelos clientes.

Na quarta-feira, dia 05 de dezembro de 2018, a feira acontece na Escola Estadual de Educação Profissional Wellington Belém de Figueiredo, a partir das 13h. E é uma atividade aberta à visitação do público que poderá estar adquirindo os produtos comercializados pelos alunos.

Na ocasião algumas empresas utilizarão um espaço direcionado à divulgação das mesmas através de um estande na feira. O projeto da feira inclui uma praça de alimentação temática com a venda de comida regional onde você ainda poderá conferir uma exposição de cunho tecnológico, financeiro e de edificações, bem como a venda de produtos confeccionados pelos alunos. Na parte de entretenimento uma Discoteca dos anos 80, o Cine Terror e música ao vivo. Este ano uma homenagem especial ao artesão cearense, o Mestre Espedito Seleiro.
Sobre a escolha para homenagear o Mestre Espedito Seleiro, destacou o Professor Jhon: “Sabemos do valor cultural que o artesanato e o mestre simboliza para o Ceará e mantém viva a memória de um povo”.
Desde já, sintam-se convidados para participar da IV FEIRA EMPPREENDEDORA da EEEP Wellington Belém de Figueiredo.

Altaneira vai sediar os Jogos Abertos do Ceará

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de novembro de 2018
Via Prefeitura Municipal de Altaneira
Altaneira se prepara para receber um dos maiores eventos esportivo do Ceará: os Jogos Abertos do Ceará. A competição acontece no dia 24 de novembro e impressiona pelas previsões numéricas, nas modalidades de Futsal, Basquete, Handebol e Vôlei.
Os Jogos Abertos têm por finalidade promover ampla mobilização nos municípios do Estado, incentivando o esporte como forma de inclusão social e estimulando a participação em atividades esportivas, além de identificar talentos esportivos. Através das modalidades esportivas, os jovens e adultos constroem seus valores, conceitos, socializam-se e, principalmente, vivenciam o esporte.
Os Jogos Abertos do Ceará oferecem momentos de atividades e ocupações saudáveis, combate ao sedentarismo, uso de drogas e álcool, dentre outros. Além de promover a prática esportiva dos jovens cearenses, os Jogos Abertos movimentam também a economia da cidade, já que atletas, técnicos, jornalistas e centenas de profissionais, das mais diversas áreas, estão envolvidos diretamente no evento, e se hospedam na cidade.
“É uma oportunidade única para Altaneira. Estaremos com os melhores atletas do Ceará, fomentando o esporte na cidade”, afirmou Leocádia Rodrigues, Secretária de Cultura, Desporto e Turismo. Essa é a primeira vez que a cidade sedia os Jogos Abertos do Ceará. “Faremos o melhor para perpetuar essa história. A cidade só tem a ganhar. É o esporte mais uma vez projetando o nome de Altaneira estadualmente”, finalizou Leocádia.

“Sediar os Jogos Abertos do Ceará é um orgulho para a cidade e o Governo Municipal de Altaneira fará todo o esforço necessário para o sucesso deles e assim, contribuirá para difundir os valores de cidadania, saúde, cooperação, disciplina, solidariedade e superação a partir do esporte”, ressaltou o Prefeito Dariomar Rodrigues.

Nota de pesar aos familiares de Dona Chiquinha

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de novembro de 2018
Na madrugada deste dia 16 veio a óbito a nova-olindense FRANCISCA PEREIRA DINIZ, conhecida como Dona Chiquinha. Aos 98 anos de idade a mesma deixa seus familiares em decorrência de uma saúde frágil e as limitações da própria idade.

Seu corpo está sendo velado no Sítio Lagoinha - Estrada Santana do Cariri na casa de sua neta Lindalcy. A missa de corpo presente será na Igreja Matriz de São Sebastião às 16h.

MENSAGEM
Deixa saudades eternas, mas também lindas lembranças dos momentos vividos no seio de sua família. Ficam as memórias para consolar os corações, e a esperança de que quem partiu está junto de Deus. Os meus sinceros pêsames aos familiares!

O poema de Frida Kahlo que todas as mulheres devem ler!

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de novembro de 2018
Via O Segredo

Merece um amor

“Você merece um amor que a ame quando você estiver despenteada, aceitando as razões que a fazem acordar rapidamente, e os medos que não permitem que você durma.

Você merece um amor que faça com que você se sinta segura. Que a ajude a conquistar o mundo ao pegar em sua mão, que sinta que seus abraços se encaixam perfeitamente com sua pele.

Você merece um amor que deseje estar ao seu lado, visitar o paraíso apenas olhando seus olhos, e que nunca fique entediado lendo suas expressões.

Você merece um amor que a ouça cantar, que apoie todas as suas loucuras, que respeita sua liberdade e que a acompanhe em seu voo, que não a deixe cair.

Você merece um amor que afaste as mentiras. E que traga sonhos, café, poesia.”

Programação da 20ª Mostra SESC Cariri de Culturas em Nova Olinda

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de novembro de 2018
Serviço
20ª Mostra Sesc Cariri de Culturas
Quando: de 16 a 20 de novembro
Onde: Abaiara, Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Aurora, Barbalha, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Jardim, Jati, Juazeiro do Norte, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Nova Olinda, Penaforte, Porteiras, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas
Gratuito

Confira a programação em Nova Olinda!
16 de novembro
17 de novembro
18 de novembro
19 de novembro