Ubuntu Notícias

Administradora Lucélia Muniz

Nova Olinda-CE

Meu chão cearense

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Ubuntu Notícias Oferecimento

Confira os nossos Patrocinadores

Anuncie com a gente

Marketing Digital

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

O casal Fatinha & Almiro comemoram Bodas de Porcelana em Ensaio Fotográfico na Brugge - Euroville Medieval

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de agosto de 2018
O casal Maria de Fátima Barbosa & Almiro Vieira, os pais do Felipe, comemoram seus 20 anos de união matrimonial em ensaio fotográfico no espaço temático Brugge – Euroville Medieval. Nós que fazemos a Frame Produções tivemos a honra de registrar através de nossas lentes o romantismo deste casal.
Eles que disseram SIM no dia 25 de julho de 1998 na Igreja Matriz de Senhora Sant’Ana em Santana do Cariri-CE, confirmando o Enlace Matrimonial diante de Deus, familiares e amigos.
20 anos não são 20 dias! E este casal prova que o amor nunca envelhece. Ele se transforma em algo poderoso, mais forte e maior. E vocês são a prova que é possível prolongar o amor ao longo da vida. Parabéns por completarem vinte anos de casamento!
Desejamos que a chama desse amor os mantenha sempre apaixonados e eternos namorados! Um matrimônio feliz depende da entrega do casal, do respeito e do sentimento. Vocês têm tudo isso e ainda mais. Sejam sempre felizes! São os nossos votos!
Vamos a mais algumas informações?
Bodas de Porcelana é o nome dado para a comemoração dos 20 (vinte) anos de casamento. De acordo com a cultura popular, uma das principais interpretações associadas a porcelana é a resistência, referindo-se ao fato do casamento manter-se intacto mesmo após duas décadas.
A porcelana é um tipo de cerâmica bastante delicada, sendo preciso muito cuidado para que não quebre. Em comparação com o casamento, a porcelana simboliza justamente o zelo e a atenção que o casal manteve ao longo dos 20 anos, responsável por ajudar a manter a união do matrimônio.
Outro detalhe que remete ao uso da porcelana como símbolo do vigésimo aniversário de casamento é todo o processo necessário para que este material atinja a sua máxima qualidade.
A palavra “boda” surgiu a partir do latim “votum”, que significa “promessa”. Assim, a principal intenção das comemorações das bodas de casamento é de renovar as promessas dos votos matrimoniais feitos no dia do casamento.
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

Idilvan Alencar, Deputado Federal 1213 lançará sua candidatura em Nova Olinda neste sábado

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de agosto de 2018
A educação pública do Ceará teve um grande avanço nos últimos anos, mas ainda precisamos de muito MAIS EDUCAÇÃO para construir UM NOVO FUTURO para as crianças e jovens cearenses. De lápis em punho, com o livro aberto e a soma das forças da juventude, dos educadores e das pessoas que acreditam no poder de transformação da educação, lá vamos nós para essa caminhada.
O candidato Idilvan Alencar vai estar em Nova Olinda neste sábado (18) para participar junto com novo-olindenses e amigos do lançamento de sua candidatura em nosso município. Concentração a partir das 18:00h ao lado da Igreja Matriz!

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Rasga Lucena lançará em breve um Clipe em comemoração aos seus 04 anos como Radialista

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 15 de agosto de 2018
Mathias Ayslan Lucena do Nascimento, o nosso querido Radialista Rasga Lucena, tem um motivo muito especial para estar comemorando junto ao público os seus 04 anos de atuação na área de comunicação. Ele que encanta seus ouvintes com sua voz na locução em programas de rádio e shows de bandas. 
Para ele tudo começou aos 16 anos de idade quando ingressou como radialista na Nova Olinda FM 103,9. Conquistou um público muito significativo formado por artistas e pelos ouvintes e fãs do Cariri Oeste. A frente dos programas Domingo Musical e Programa SÓ FORRÓ conquistou a todos com seu carisma e dedicação! Atuando também como Locutor de Forró, Rasga Lucena, vem se destacando no Cariri, sendo conhecido em várias Bandas de Forró.
Sobre a produção do CLIPE comemorativo dos 04 anos de Radialista
Segunda Rasga Lucena o clipe já está sendo produzido e ficará pronto até o final deste mês. A produção do clipe terá como foco mostrar a rotina do Radialista Rasga Lucena de casa para a rádio. Já tem muita gente ansiosa para ver este clipe.
O mesmo está sendo dividido em 05 gravações:  ao sair de casa para a rádio, chegada na rádio, apresentação na rádio, vai ter também uma gravação numa festa e outra parte que vai ser gravada em Santana do Cariri. Quem está na incumbência de fazer a produção do Clipe é a Excellence Marketing Digital.
“É um motivo de muita alegria poder está gravado esse clipe que expressa meu carisma com as pessoas”, disse Rasga Lucena. Ele ainda afirmou que no clipe vai estar mostrando seus bordões e partes que dança durante sua apresentação na rádio, onde grava stories para o Instagram.
Rasga Lucena não esconde que é um apaixonado por sua profissão, um garoto humilde, determinado e muito dedicado. O mesmo atua na Rádio Nova Olinda FM e é um fenômeno de audiência. Atualmente apresenta na referida rádio os Programas Sabadão de Ouro e o Domingo Musical.
E os frutos deste talento já começaram a chegar! Ele já recebeu 03 destaques de opinião pública: 02 destaques aqui em nosso município, Nova Olinda, em 2016 e 2017 consecutivamente, onde foi considerado o Melhor Locutor. Lembrando também que em 2017 ainda recebeu um destaque regional como Locutor Revelação do Cariri no Prêmio The Oscar Cariri 2017
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

Jovem ativista novo-olindense, Alan Cordeiro, tem trabalho selecionado para o VII Seminário Internacional Gênero, Cultura e Mudança

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 15 de agosto de 2018
O evento do VII Seminário Internacional Gênero, Cultura e Mudança acontecerá entre os dias 11 e 16 de setembro de 2018, em Fortaleza, Ceará. Após a participação de pessoas de todo o Brasil, o Curta O Gênero divulgou os trabalhos selecionados que vão compor os Simpósios Temáticos do VII Seminário Internacional Gênero, Cultura e Mudança.
Dentre os trabalhos selecionados está o do novo-olindense, Alan Cordeiro - estudante do 3° ano da EEM Padre Luís Filgueiras, Militante do coletivo Kizomba e Ativista dos direitos humanos. O trabalho dele tem como título - DISCUTINDO GÊNERO E SEXUALIDADE DENTRO DO AMBIENTE ESCOLAR: DESCONSTRUIR EM BUSCA DE CONSTRUIR UMA SOCIEDADE MAIS HUMANA E IGUALITÁRIA inscrito no Eixo Gênero, educação e comunicação tendo como orientadora a Profa. Ms Cícera Tayane Soares da Silva.

A data da apresentação será na quarta-feira, dia 12 de setembro nas Salas do Sesc Iracema tendo como Coordenadoras a Profa. Dra. Ana Veloso (UFPE) e a Profa. Dra. Soraya Barreto (UFPE).

Já no dia 1º de setembro acontecerá a inauguração da Exposição Contrastes e Expressões de Gênero, que ficam em cartaz até o dia 30. Entre os dias 11 e 16 será realizado o Seminário, a Mostra Audiovisual, Flash Tattoo, a Feira Criativa e de Livro, Performances e algumas novidades exclusivas desta edição! Nos dias 15, 16 e 22 e 23 serão desenvolvidas atividades teatrais com o Gênero em Cena.

Confira algumas palestrantes já confirmadas para a edição deste ano no evento!
Mariana Mora é mais uma integrante da Mesa: Feminismos latinoamericanos frente ao neoliberalismo, conservadorismos e colonialismos, que vai acontecer no primeiro dia de #CurtaOGenero2018. A convidada vem diretamente da Cidade do México para enriquecer o debate! Mariana é investigadora e professora associada do Centro de Investigações e Estudos Superiores em Antropologia Social na Cidade do México, Doutora em Antropologia pela Universidade do Texas, Austin e Mestra em Estudos Latino-americanos pela Universidade de Stanford. Seus temas de investigação incluem: antropologia jurídica, gênero, processos de racialização e violência; movimentos sociais, descolonialidade e formação do Estado.
Vera Regina Rodrigues da Silva para compor a Mesa: Feminismos latinoamericanos frente ao neoliberalismo, conservadorismos e colonialismos. Vera é professora da Unilab, coordenadora do projeto “Mulheres Negras Resistem – Processo Formativo teórico-Político” e pesquisadora na área de “Antropologia das Populações Afro-brasileiras”. 
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Confira as obras publicadas por alguns Escritores do Cariri Oeste da ALB Araripe

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 14 de agosto de 2018
“O processo de leitura possibilita essa operação maravilhosa que é o encontro do que está dentro do livro com o que está guardado na nossa cabeça.” Ruth Rocha
Quer uma boa sugestão de leitura? Segue algumas sugestões das obras dos Escritores do Cariri Oeste que compõem a Academia de Letras do Brasil – Seccional Araripe-CE.

Através da Literatura Regional temos o registro da história da nossa gente, da nossa cultura e do nosso lugar. Quem abre um livro assim irá de alguma forma se encontrar em meio a lugares, personagens e histórias que se remetem as suas memórias, a sua realidade.

Publicações do Escritor Raimundo Sandro Cidrão:
- Resgatando a Memória de Santana do Cariri (3 edições);
- Ainda resgatando...;
- Pedaços de mim;
- Reescrevendo Patativa do Assaré;
- Você sabia?;
- Resgatando uma história de fé: Benigna;
- Benigna: um lírio no sertão cearense;
- Revivendo o passado;
- Resgatando a história do município de Altaneira;
- Madrinha da Farmácia peregrina da fé;
- Restaurando a memória fotográfica santanense;
OBS: publicações diversas - cordéis, revista, folhetos.

Publicações do Escritor Francisco Adriano de Sousa:
- Vivi um grande amor;
- Dona nem, 92 anos de história;
- Dois dedos de prosa;
- Araripe, cidade da Gente.

Publicações do Escritor Germá Martins:
- Que rádio é esse? – Contos;
- Poesia agora (antologia) – Poesia;
- VIII coletânea século XXI (antologia) – Poesia;
- As aventuras de Rob Porto – Quadrinhos.

Publicações do Escritor Antônio Hélio:
- Refúgio - livro de poesias;
- ZÉ Besta - Oiăo Tu Quase Matô Papai (cordel);
- Recado da Terra ao Homem (cordel);
- Dois Dedos de Prosa (coletânea de crônicas) – coautor.

Publicações do Poeta e Mestre da Cultura Antonio Rafael
- Tarrafas povo e Cultura;
- Filho de peixe, peixinho é;
- Contadores de história;
- Rafa e Rafinha;
- Versando e mostrando;
- Aroeira virou Tarrafas;
- Tarrafas virou Princesa;
-  Estudando Patativa.

Publicações do Escritor Mariano Carvalho:
- Cartografia Participativa e Planejamento Urbano: experiências de práticas colaborativas no ambiente escolar em Campos Sales, Ceará.
 
Ler é muito importante para qualquer pessoa. Está mais que comprovado que quem adquire o hábito de ler com muita frequência, melhora a sua escrita e também a sua fala.
Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim, sem compromisso,
você vai me entender.
Clarice Pacheco
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

160 livros essenciais da literatura mundial: Quais você já leu?

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 13 de agosto de 2018
Via Revista Prosa Verso e Arte

“O mundo está cheio de livros fantásticos que ninguém lê.” – Umberto Eco

(...) A lista apresentada pela Revista Prosa, Verso e Arte tem por objetivo tanto estimular a leitura dos clássicos, como incentivar que os leitores e leitoras produzam suas próprias listas. Então, diga-nos, quais destes títulos você já leu, quais pretende ler e quais outros você indicaria a leitura?!

“Clássica é a obra que tem dimensão universal: consegue atravessar gerações, fronteiras e nacionalidades, sem perder as suas características.” – Renato Rocha (músico e compositor), em “O Que faz de uma obra um clássico?”. Revista Poiésis, n. 11, p.191-213, nov. 2008.

Vamos a lista!
1. O Nome da Rosa – Umberto Eco (1980)
2. O Pêndulo de Foucault – Umberto Eco (1988)
3. O Estrangeiro – Albert Camus (1942)
4. A Peste – Albert Camus (1947)
5. Admirável Mundo Novo – Aldous Huxley (1932)
6. 1984 – George Orwell (1949)
7. A Revolução dos Bichos – George Orwell (1945)
8. Os Irmãos Karamázov – Fiódor Dostoiévski (1880)
9. Crime e Castigo – Fiódor Dostoiévski (1866)
10. O Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry (1943)
11. Por Quem os Sinos Dobram – Ernest Hemingway (1940)
12. Ulysses – James Joyce (1922)
13. Finnegans Wake – James Joyce (1939)
14. Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis (1881)
15. Dom Casmurro – Machado de Assis (1899)
16. Guerra e Paz – Lev Tolstói (1867)
17. O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de la Mancha – Miguel de Cervantes (1615)
18. O Amor nos Tempos do Cólera – Gabriel García Márquez (1985)
19. Cem Anos de Solidão – Gabriel García Márquez (1967)
20. Grande Sertão: Veredas – João Guimarães Rosa (1956)
21. Primeiras Estórias  – João Guimarães Rosa (1962)
22. A Hora da Estrela – Clarice Lispector (1977)
23. Um Sopro de Vida – Clarice Lispector (1978)
24. Madame Bovary – Gustav Flaubert (1856)
25. O Vermelho e o Negro – Stendhal (1830)
26. Em Busca do Tempo Perdido – Marcel Proust (1908)
27. Hamlet – William Shakespeare (1609)
28. Ilíada – Homero (século VIII a.C.)
29. Odisseia – Homero (século VIII a.C.)
30. Os Buddenbrook – Thomas Mann (1901)
31. A Montanha Mágica – Thomas Mann (1924)
32. Doutor Fausto – Thomas Mann (1947)
33. Capitães da Areia – Jorge Amado (1937)
34. As Flores do Mal – Charles Baudelaire (1857)
35. Som e a Fúria – William Faulkner (1929)
36. O Processo – Franz Kafka (1925)
37. A Metamorfose – Franz Kafka (1915)
38. A Terra Desolada – T. S. Eliot (1922)
39. O Príncipe – Maquiável (1532)
40. O Tempo e o Vento – Erico Verissimo (1985)
41. Vidas Secas – Graciliano Ramos (1938)
42. Os Miseráveis – Victor Hugo (1862)
43. Notre-Dame de Paris – Victor Hugo (1831)
44. O Pai Goriot (um dos principais livros de ‘A Comédia Humana’) – Honoré de Balzac (ca. 1829-1850)
45. Ilusões Perdidas (um dos principais livros de ‘A Comédia Humana’) – Honoré de Balzac (1843)
46. A Tarde de um Fauno – Stéphane Mallarmé (1876)
47. E o Vento Levou – Margaret Mitchell (1936)
48. Alice no País das Maravilhas – Lewis Carroll (1865)
49. Anna Karenina – Lev Tolstói (1877)
50. Emma – Jane Austen (1815)
51. Orgulho e Preconceito – Jane Austen (1813)
52. A Filha do Capitão – Alexander Pushkin (1836)
53. O Jogo da Amarelinha – Júlio Cortázar (1953)
54. Bonequinha de Luxo – Truman Capote (1958)
55. A Dama do Cachorrinho e outros contos – Anton Tchekhov (1889)
56. O Caçador de Pipas – Khaled Hosseini (2003)
57. Fausto – Johann Wolfgang von Goethe (1829)
58. Os sofrimentos do jovem Werther – Johann Wolfgang von Goethe (1774)
59. Rumo ao Farol – Virginia Woolf (1927)
60. Mrs. Dalloway – Virginia Woolf (1925)
61. Histórias Extraordinárias – Edgar Allan Poe (1924)
62. O Poço e o Pêndulo – Edgar Allan Poe (1842)
63. Ficções – Jorge Luis Borges (1944)
64. O Aleph – Jorge Luis Borges (1949)
65. Pedro Páramo – Juan Rulfo (1955)
66. Ensaio Sobre a Lucidez – José Saramago (2004)
67. Ensaio sobre a Cegueira – José Saramago (1995)
68. Um Delicado Equilíbrio – Rohinton Mistry (1955)
69. Os Vestígios do Dia – Kazuo Ishiguro (1989)
70. O Segundo Sexo – Simone de Beauvoir (1949)
71. Diante da Dor dos Outros – Susan Sontag (2003)
72. Lolita – Vladimir Nabokov (1955)
73. Os Paços de Ulloa – Emilia Pardo Bazán (1886)
74. Ponciá Vicêncio – Conceição Evaristo (2003)
75. Quarto de Despejo – Carolina Maria de Jesus (1960)
76. Robinson Crusoe – Daniel Defoe (1719)
77. O Lobo da Estepe – Herman Hesse (1927)
78. Demian – Hermann Hesse (1919)
79. A Ilustre Casa de Ramires – Eça de Queirós (1900)
80. Os Maias – Eça de Queirós (1888)
81. O Ateneu – Raul Pompeia (1888)
82. Triste Fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto (1915)
83. A Pedra do Reino – Ariano Suassuna (1971)
84. Macunaíma – Mário de Andrade (1928)
85. Grandes Esperanças – Charles Dickens (1861)
86. David Copperfield – Charles Dickens (1850)
87. Os Cadernos de Pickwick – Charles Dickens (1837)
88. Folhas de Relva – Walt Whitman (1855)
89. O Leopardo – Tomasi di Lampedusa (1958)
90. O Morro dos Ventos Uivantes – Emily Brontë (1847)
91. O Quinze – Rachel de Queiroz (1930)
92. O Canto do Pássaro – Sebastian Faulks (1993)
93. Poemas Completos – Herberto Helder (2013)
94. A Parte que Falta – Shel Silverstein (1976)
95. O Hobbit ou Lá e de Volta Outra Vez – J. R. R. Tolkien (1937)
96. O Sol é Para Todos – Harper Lee (1960)
97. Os Cantos – Ezra Pund (1925)
98. Cartas a um Jovem Poeta – Rainer Maria Rilke (1929)
99. Germinal – Émile Zola (1885)
100. A Redoma de Vidro – Sylvia Plath (1963)
101. A Náusea – Jean-Paul Sartre (1938)
102. Middlemarch – George Eliot (1871)
103. Canções da Inocência-Canções da Experiência – William Blake (1789)
104. Coração das Trevas – Joseph Conrad (1899)
105. Terra sonâmbula – Mia Couto (1992)
106. Livro do Desassossego – Bernardo Soares “Fernando Pessoa” (1913)
107. Feliz Ano Novo – Rubem Fonseca (1975)
108. O diário de Anne Frank – Anne Frank (1947)
109. Laranja Mecânica – Anthony Burgess (1962)
110. Tartufo – Molière (1664)
111. Paraíso Perdido – John Milton (1667)
112. O Capote – Nikolai Gogol (1842)
113. Doutor Jivago – Boris Pasternak (1957)
114.  Os Cus de Judas – António Lobo Antunes (1979)
115. A Máquina de Fazer Espanhóis – Valter Hugo Mãe (2010)
116. Retrato de Uma Senhora – Henry James (1881)
117. Sermões – Padre Antônio Vieira (ca. 1679 – 1697)
118. Trilogia das Barcas [Auto da Barca do Inferno (1527), Auto da Barca do Purgatório (1518) e do auto da barca da Glória (1519)] – Gil Vicente (1518 – 1527)
119. O Grande Gatsby – F. Scott Fitzgerald (1925)
120. As Aventuras de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle (1892)
121. A Época da Inocência – Edith Wharton (1920)
122. O Retrato de Dorian Gray – Oscar Wilde (1890)
123. Memórias de Adriano – Marguerite Yourcenar (1951)
124. As Cidades Invisíveis – Italo Calvino (1972)
125. O Conto da Aia – Margaret Atwood (1985)
126. Os Lusíadas – Luís Vaz de Camões (1572)
127. A Menina que Roubava Livros – Markus Zusak (2005)
128. Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie (1934)
129. A Insustentável Leveza do Ser – Milan Kundera (1984)
130. Orlando Furioso – Ludovico Ariosto (1532)
131. Pais e Filhos – Ivan Turguêniev (1862)
132. On the Road – Jack Kerouac (1957)
133. A Morte de Virgílio – Hermann Broch (1945)
134. Metamorfoses – Ovídio (8 d.C.)
135. O Complexo de Portnoy – Philip Roth (1969)
136. Servidão Humana – William Somerset Maugham (1915)
137. Antes do Baile Verde – Lygia Fagundes Telles (1970)
138. Lavoura Arcaica – Raduan Nassar (1975)
139. Morte e Vida Severina – João Cabral de Melo Neto (1967)
140. O Arco e a Lira – Octavio Paz (1956)
141. Poemas – Konstantinos Kaváfis (ca. 1904)
142. Uma Temporada no Inferno – Arthur Rimbaud (1873)
143. Homens de Milho – Miguel Ángel Asturias (1949)
144. Pontos de Vista de um Palhaço – Heinrich Böll (1963)
145. Trópico de Câncer – Henry Miller (1934)
146. A Cidade e os Cachorros – Mario Vargas Llosa (1962)
147. Auto de Fé – Elias Canetti (1935)
148. O Apanhador no Campo de Centeio – J. D. Salinger (1951)
149. Ensaios – Michel Montaigne (1580)
150. Confissões – Agostinho de Hipona (ca. 397 – 400 d.C.)
151. A Divina Comédia – Dante Alighieri (ca. 1304-1321)
152. Cândido ou O Otimismo – Voltaire (1759)
153. 200 Crônicas Escolhidas – Rubem Braga (1977)
154. Fazenda Maldita – Stella Gibbons (1932)
155. Genji Monogatari – atribuído a Murasaki Shikib (início do século XI)
156. A Ilha Misteriosa – Julio Verne (1874)
157. Viagens de Gulliver – Jonathan Swift (1726)
158. Tom Jones – Henry Fielding (1749)
159. Elogio da Loucura – Desidério Erasmo (ca. 1509-1511)
160. Os Três Mosqueteiros – Alexandre Dumas (1844)

Os que li estão marcados de amarelo! Diga aí quais destes livros você já leu! Compartilhe conhecimento e cultura! 
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html