terça-feira, 4 de junho de 2019

Instituto de Santana do Cariri realiza o 5º Sarau Lítero-Musical com homenagem ao Poeta Patativa do Assaré

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 04 de junho de 2019
“Pra todo canto que eu olho
Vejo um verso se bulindo”.
Patativa do Assaré
A equipe do Instituto de Educação Infantil e Ensino Fundamental Psicopedagógico do município de Santana do Cariri-CE realizou no final da tarde do sábado, 1º junho, o 5º Sarau Lítero-Musical.
Como anunciado na abertura do evento pelo Diretor Escolar da referida instituição de ensino, Soares Filho, o sarau se configura como um projeto de incentivo à leitura onde os alunos sob a orientação de seus professores puderam apresentar, cantar e contar as Obras do tão estimado Patativa do Assaré.
O Sarau é um evento cultural onde as pessoas se encontram para se expressarem ou se manifestarem artisticamente. No âmbito escolar promove momentos de aprendizados na realização de pesquisas, no trabalho em grupo, na confecção de materiais, contribuindo significativamente para o desenvolvimento dos alunos.
O Instituto de Educação Infantil e Ensino Fundamental Psicopedagógico busca desenvolver o aluno dentro da multiculturalidade que o ensino permite, bem como, se pauta numa perspectiva construtivista, procurando no cerne tradicional do ensinar, a essência de inovar no fazer pedagógico.
“É através de momentos como estes que nossos discentes conseguem desenvolver aspectos cognitivos que transcendem o saber... objetivamos dinamizar a busca do saber estimulando o prazer do fazer”, disse Soares Filho.
As apresentações dos alunos do Infantil ao Fundamental II retrataram um misto de obras musicais e literárias do Poeta Patativa do Assaré, bem como, ritmos nordestinos que tanto serviram de inspiração para esse magnífico poeta que tanto honrou o sertanejo, e por que não dizer de todos da região do Cariri.
Sobre o homenageado do Sarau
Patativa do Assaré (1909-2002) foi um poeta e repentista brasileiro, um dos principais representantes da arte popular nordestina do século XX. Com uma linguagem simples, porém poética, retratava a vida sofrida e árida do povo do sertão.
Para conferir mais fotografias desse evento clique AQUI.

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.