segunda-feira, 6 de abril de 2020

Não é verdadeira a informação de liberação do comércio, conforme alguns estão divulgando, destacou o Governador Camilo Santana

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 06 de abril de 2020
Continua fechado pelos próximos 15 dias. Portanto, shoppings centers, lojas de rua, academias, bares, restaurantes e escolas, por exemplo, continuam sem funcionar, a exemplo de outros setores já citados em decreto anterior. Exceção feita nesse novo decreto a lojas de material de construção, e produtos de higiene e limpeza. Feira, apenas de produtos alimentícios e com regras estabelecidas.
“Continuamos com o mesmo critério de abertura apenas de serviços essenciais à população. Indústrias, são permitidas as que façam parte da cadeia desses serviços essenciais. Comércio, no geral, continua fechado”, disse o Governador Camilo Santana.
Ainda em nota pelas redes sociais, o Governador Camilo Santana ressaltou que diante da argumentação feita pelo Comitê de Saúde, demonstrando preocupação com as flexibilizações de funcionamento colocadas pelo mesmo nesse último decreto que entraria em vigor nesta segunda-feira (6), decide revogar imediatamente o mesmo, e publicar um novo decreto, mantendo todas as proibições dos decretos anteriores, e com o mesmo prazo de validade de 15 dias.

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.