segunda-feira, 25 de março de 2019

Repatriação fossilifera, vitória para ciência

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 25 de março de 2019
Por Tereza Mara de Oliveira - Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira 05
Fotografia - Anderson China
A repatriação é o processo de devolução voluntária ou jurídica, onde as instituições se movimentam através de articulações para devolver ao seu local de origem achados paleontológicos.
Isso foi o que ocorreu no dia 16 de março, a repatriação dos fósseis da Preguiça Gigante de Salitre que ficou fora do seu domicilio 23 anos, por meio de uma articulação entre os pesquisadores das instituições: Museu da Geodiversidade da UFRJ, o DNPM do Crato, a Prefeitura Municipal de Salitre e o museu da Geodiversidade de Salitre: Eloi Francisco da Silva, é possível os munícipes de Salitre ver a olho nu os originais (úmero, uma vértebra e parte do maxilar), da espécime Eremotherium laurillardi esse que é um gênero extinto do Período Quaternário.
Quando falamos em pertencimento é algo que nos faz parar e refletir sobre a sociedade e seus vínculos como sua cultura e seus achados, é essa sensação de autoestima que é possível sentir no povo salitrense em relação a ter de volta parte dos seus achados, e poder recontar a sua história. 
Como falou a Secretaria de Educação Claudia Lavor, que esse 1% dos nossos achados que hoje retornou, seja a força para ir à luta e repatriar 100% de todos os nossos achados!
Com isso é possível compreender que mesmo sendo indivíduos únicos e singulares, nós somos parte integrante de um sistema maior, universal, de um plano que transcende nossa experiência como seres.
Assim vejo a região do Cariri Oeste mais fortalecida através da luta de seu povo tão aguerrido! 
Confira os horários de funcionamento para visitação do Museu da Geodiversidade de Salitre, Eloi Francisco da Silva:
Segunda-feira: fechado para manutenção e pesquisa;
De terça-feira à sexta-feira: manhã das 8h às 11:40h;
De terça-feira à sexta-feira: tarde das 14h às 17h;
De terça-feira à sexta-feira: noite das 17h às 20h;
Sabádos, domingos e feriados: das 8h às 14hs.

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.