quinta-feira, 12 de abril de 2018

Professor Mestre Alyson Santos faz dissertação de mestrado sobre o novo fóssil de Aranha Chicote

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 12 de abril de 2018
Novo fóssil de Aranha Chicote é objeto de estudo do mestrado de professor novolindense
José Alyson dos Santos Silva é graduado em Geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA tem Especialização em Gestão Escolar pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN e Paleontologia e Geologia Histórica pela Universidade Federal do Ceará-UFC com Mestrado em Geologia também pela UFC. Ele que trabalha na escola Padre Cristiano Coelho em Nova Olinda e na Escola Antônio de Figueiredo Taveira - GRUPÃO do município de Potengi.

Sua pesquisa de mestrado se deu no ano de 2017 tendo como dissertação do mestrado em Geologia, o trabalho científico intitulado como: “Um novo táxon de Aranha Chicote (Arachnida: Amblypygi: Charinidae) do Membro Crato (Aptiano), Formação Santana, Bacia do Araripe”.
O Professor Mestre Alyson Santos detectou entre várias possibilidades de fósseis a serem pesquisados que o seu futuro objeto de estudo se apresentava com uma estrutura morfológica singular. Daí foi atribuído na conclusão de seu Mestrado que o objeto de estudo se tratava de um novo gênero e nova espécie de Aranha Chicote. O referido fóssil foi encontrado nas minas de calcário laminado do município de Nova Olinda em perfeito estado de conservação.

A Bacia do Araripe é conhecida mundialmente pelos excepcionais fósseis aqui encontrados, em especial os da Formação Santana que estão localizados nos municípios de Nova Olinda, Santana do Cariri, Jardim e Salitre, do lado cearense. Vale destacar que pesquisadores do mundo inteiro visitam estas terras para conhecer os fósseis aqui encontrados que inclusive são objetos de estudo, literalmente, pelo mundo afora.

Os fósseis aqui encontrados são tridimensionais apontando todas as partes do corpo externo quando se trata dos encontrados no Membro Romualdo. Já os fósseis do Membro Crato possuem delicadeza no processo de fossilização que permite a preservação de estruturas frágeis de forma tão perfeita.

O grande exemplo disso são as nervuras da libélula, símbolo do Museu de Paleontologia de Santana do Cariri. No caso do fóssil de Aranha Chicote é possível detectar as delgadas pernas deste aracnídeo, os espinhos dos “braços”, estruturas tão pequenas na casa de milímetros, detalhes não encontrados em outros fósseis da mesma ordem.

Atualmente, o Professor Mestre Alyson Santos, está preparando os manuscritos da referida dissertação para o processo de publicação e deleite de toda a comunidade científica, bem como da população novolindense.

Alyson Santos destaca que: “É importante perceber que os meus esforços na academia geraram frutos de grande relevância para a comunidade científica onde na oportunidade outros cientistas podem fazer referência a esse achado quanto vários aspectos no que se refere ao paleoambiente, paleotempo e o modo de vida desses organismos no período cretáceo”, afirma.

Ainda destacou que ser novolindense é algo singular quanto a este tipo de estudo, pois esses organismos fósseis que a região do Cariri dispõe são motivos de cobiça de pesquisadores reconhecidos mundialmente. “Tanto que possui muitos artigos publicados por pesquisadores estrangeiros”, disse.

Na oportunidade, o Professor Mestre Alyson afirmou que junto com o mesmo, a também novolindense, Professora Mestre Janaine de Lima Félix concluiu o referido mestrado e fez uso da matriz onde os fósseis se encontram.

É importante salientar que a medida que tais pesquisas são desenvolvidas por pesquisadores da nossa região fomenta a necessidade de vários estudos relacionados a esses organismos, valorizando o saber científico em nossa localidade.
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)