sexta-feira, 23 de março de 2018

Série Elas por Elas com Meires Moreira

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 23 de março de 2018
*Meires Moreira é natural de Nova Olinda – CE onde reside.
* Micro Empreendedora com formação em Pedagogia.

Entrevista
Ubuntu Notícias - Dentro do contexto atual, na sua opinião, quais as principais conquistas alcançadas pelas mulheres?
Meires Moreira - Desde sempre as mulheres lutam pela conquista da igualdade de gênero, seja no âmbito social, econômico e político e toda essa luta trouxe diversas conquistas significantes para que hoje possamos ter mais liberdade e direitos. Uma das conquistas que eu acho importante diz respeito a violência contra a mulher. Antigamente a mulher vivia situações de violência extrema e não conseguia sair daquilo, por não ter um respaldo judicial que a protegesse dentro dos seus direitos. Ainda tem muita falha, verdade, mas essa conquista já salvou muita vida.

Ubuntu Notícias - E você, qual sua principal conquista enquanto mulher?
Meires Moreira - Conseguir terminar minha faculdade, em um momento muito difícil financeiramente. Pra mim, dar de presente a minha mãe, uma foto com meu diploma de Pedagogia foi muito significante!  E uma das principais também, foi ter tido meus dois filhos e de parto natural.

Ubuntu Notícias - Em pleno século XXI, quais situações ainda são enfrentadas pelas mulheres? Seja na questão de gênero, na falta de políticas públicas e/ou no contexto socioeconômico.
Meires Moreira - Em pleno século XXI, vemos o patriarcado reinar e onde deveria está o companheirismo entre nós mulheres, escutamos vozes femininas a favor de situações que mancham toda uma luta de séculos. A mulher ainda luta muito pela igualdade no mercado de trabalho e para a mulher que é mãe, é uma luta diária contra uma sociedade que tem um leque de argumentos para justificar tantas perseguições diante de qualquer escolha que a mãe fizer.

Ubuntu Notícias - E como a Educação pode ser usada como uma “arma” no combate a estas situações?
Meires Moreira - O primeiro passo na educação para se mudar muitas coisas, deve começar no seio do lar. Os pais precisam aprender a educar as suas crianças para o respeito ao próximo e suas diferenças. Quebrar nas relações as correntes de superioridade masculina, e fortalecer a igualdade de gênero. Se a criança vai pra escola já instruída, a escola dentro de seu papel como um espaço a ser trabalhado os diversos âmbitos da vida, será fortalecida, e a corrente para a luta contras as situações que discriminam e diminuem a mulher na sociedade, terá uma força sem tamanho.

Ubuntu Notícias - Deixe-nos uma mensagem neste Dia Internacional da Mulher.
Meires Moreira - Como mulher vejo que temos muitas coisas a lutar, muitas coisas a vencer, sobretudo dentro de nós mesmas, conceitos que nos foram impostos desde o nosso nascimento. Um dos caminhos para muitas conquistas, se chama sororidade. Sem essas prática de irmandade entre nós mulheres, nossas lutas diárias não terão a mesmo potência dentro da sociedade. Devemos sair dessa caixinha machista e começar a enxergar a outra mulher com solidariedade.
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)