domingo, 4 de março de 2018

Série Elas por Elas com Juliana Luna

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 04 de março de 2018
*Juliana Maria de Luna Albuquerque é natural de Crato-CE e reside em Nova Olinda-CE.
*Graduada em Psicologia atua como Psicóloga.

ENTREVISTA
Ubuntu Notícias - Dentro do contexto atual, na sua opinião, quais as principais conquistas alcançadas pelas mulheres?
Juliana Luna - As reivindicações e lutas das mulheres por direitos civis, políticos e sociais, acarretaram em uma série de conquistas, dentre elas, estão o direito ao voto, divórcio, educação, trabalho e redução da desigualdade dos gêneros.

Ubuntu Notícias - E você, qual sua principal conquista enquanto mulher?
Juliana Luna - A minha principal conquista foi obter a minha formação de psicóloga e poder contribuir para o bem-estar das pessoas da nossa cidade, proporcionando uma melhor qualidade de vida para elas.

Ubuntu Notícias - Em pleno século XXI, quais situações ainda são enfrentadas pelas mulheres? Seja na questão de gênero, na falta de políticas públicas e/ou no contexto socioeconômico.
Juliana Luna - Apesar dos direitos conquistados pelas mulheres, no mercado de trabalho ainda persiste a exclusão feminina na distribuição de cargos de liderança, desigualdades salariais, pouca representatividade política e a violência. No entanto, apesar de sua contribuição com a família, as empresas e a sociedade, a mulher ainda tem sido considerada uma força de trabalho secundária, mais cara e menos produtiva, devido a questão da maternidade que é considerada um risco permanente entre as mulheres trabalhadoras. Existe toda a questão do cuidado, que se associa naturalmente a ela: filhos, casa, marido, pressionando a mulher a voltar para o mundo privado do lar.

Ubuntu Notícias - E como a Educação pode ser usada como uma “arma” no combate a estas situações?
Juliana Luna - Através da educação podemos resgatar a dignidade da pessoa humana, a igualdade de direitos, a participação ativa na sociedade e a corresponsabilidade pela vida social. Construir uma sociedade que realmente todos sejam respeitados e considerados iguais perante a lei. Mas é preciso formar um ser humano livre, responsável, autônomo com posicionamentos esclarecidos em relação às questões de hoje.

Ubuntu Notícias - Deixe-nos uma mensagem neste Dia Internacional da Mulher.
Juliana Luna - “Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos.” (Provérbios 14:1)
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)