terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Se aquecendo para a vida...

Amar é doação, é afeto
É teto... é chão firme para caminhar
Quando dos caminhos
Dos destinos
E desatinos
Somos tão falhos
Bárbaros, sem imunidade.

Eis que venha a manhã
O pôr do sol
Uma energia
A síntese de ser
De ter e perceber.

Nem sei dizer
Onde parou a inspiração
No peito dormente
No ritmo turbulento
Sem alento
Sem chão...

Ainda bem que a aurora triunfa
E meu pensar é de viver...
Viver cada dia com sabor...
Sabor de vida...
Plenamente de vida.

Lucélia Muniz.

2 comentários:

Deixe seu comentário logo abaixo! Sua interação é muito importante!