quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Araripe, Cidade da Gente: livro didático sobre a história deste município é lançado em evento

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 08 de agosto de 2018
Por Francisco Adriano de Sousa
Escritor. Presidente ALB / Araripe-CE
Na última quarta-feira (01/08), Araripe foi palco de um grande evento no campo da história. Na verdade, abriu da melhor maneira possível os festejos alusivos aos 143 anos de emancipação política. O evento a que me refiro foi o lançamento do livro didático, para o ensino fundamental, Araripe, Cidade da Gente.

Muitos anos se passou com essa ideia de uma cartilha sobre a história local para se dar aula de história em paralelo com a história do Brasil. A ideia era antiga, mas nunca antes se havia arregaçado os punhos para a realização de tal ideia.

Eu costumo dizer que não importa se a ideia é boa, importa se foi realizada. Mas esse dito não é criação minha, sabemos que Paulo, discípulo de Cristo, já dizia: a fé sem obra já nasce morta. Pois muito bem, há que se pensar e que se fazer. O primeiro verbo sem ser complementado pelo segundo, não dá glórias nem louros.

A crise financeira no país nos rendeu esse projeto. As editoras sem dinheiro, sem ninguém procurar os seus serviços, obrigaram-se a ser mais criativas. Em muitos municípios do Ceará, e de outros Estados, as editoras estão procurando os gestores municipais e oferecendo o serviço.

Quando o gestor é sensível a causa e aceita o projeto, a editora contrata pessoas aptas a escrever a história local e, sob modelo da editora contratante, faz a obra. Assim se fez o livro Araripe, Cidade da Gente.

O referido projeto, em Araripe-CE, contou com cinco escritores: Edivânia Silva, Olga Alencar, Adriano Sousa, Antônio Hélio e Lúcia Sousa. A obra está dividida em seis capítulos e discorre sobre pelo menos seis temas ligados entre si, referindo-se à história local.

Sabemos, entretanto, que nesta obra não está tudo o que é preciso ser dito ao povo araripense, pois o livro, atendendo as especificações do MEC, tem número limitado de páginas. Mas a contribuição dada deve agir como ponto instigador para uma pesquisa mais aprofundada sobre a história do povo araripense.

Os escritores da obra, a administração pública, as escolas, os alunos, todos devem estar satisfeitos. O livro atende as expectativas. Aos novos escritores, as boas-vindas!!! 
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)