quinta-feira, 18 de maio de 2017

Fora Temer! Diretas Já!

Temer foi gravado por dono do frigorífico JBS dando aval para compra de silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Renúncia e novas eleições

Além da gravação contra Temer, segundo a reportagem de "O Globo", o dono do frigorífico JBS Joesley Batista entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) pedindo a ele R$ 2 milhões. No áudio, com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato.

Depois da divulgação da reportagem, parlamentares da oposição fizeram uma série de reuniões no Congresso.
O grupo divulgou uma nota conjunta em que cobram a renúncia de Temer e a realização de eleições diretas para presidente da República.

O líder da minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), disse, após participar de reunião com cerca 40 parlamentares petistas, que a bancada vai pedir uma convocação extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para dar andamento a uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê a realização de eleições diretas ainda neste ano.

Na mesma linha, a líder do PT no Senado, Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que Temer não possui mais legitimidade para governar o país e disse que a oposição vai obstruir as votações das reformas em andamento no Congresso.  “O Temer tem que renunciar, não dá para aceitar uma saída por via indireta para governar o país. Isso não vamos aceitar. Só tem uma coisa com capacidade de recolocar o país em normalidade: eleições diretas, pelo voto popular”, disse a senadora paranaense.

Fonte: Globo.com

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)