terça-feira, 23 de novembro de 2021

Questão do ENEM aborda o Documentário “O menino que fez um museu” que tem como protagonista o jovem Pedro Lucas Feitosa | CRATO-CE

Lucélia Muniz

Ubuntu Notícias, 23 de novembro de 2021

@luceliamuniz_09 @ubuntunoticias @agenciaclick__

É notório o quanto o caderno de questões do ENEM faz abordagens sociais desde a grande maioria das questões ao tão esperado tema da Redação. Eu tive a oportunidade de entrevistar o Pedro Lucas, protagonista da história de uma das questões do ENEM 2021, numa das questões da área de Linguagens. A pauta dessa entrevista foi construída como uma sugestão do Professor Guilherme Petrola.

O documentário O menino que fez um museu, direção de Sérgio Utsch, produção independente de brasileiros e britânicos, gravado no Nordeste em 2016, mais precisamente no distrito Dom Quintino, zona rural do Crato, foi premiado em Londres, pela Foreign Press Association (FPA), a associação de correspondentes estrangeiros mais antiga do mundo, fundada em 1888. [ENEM 2021, Caderno de Linguagens]

O Museu Luiz Gonzaga foi criado em 2013 pelo garoto Pedro Lucas Feitosa, após fazer uma visita ao Parque Asa Branca em Exu-Pe. Hoje tem mais de 300 peças variadas no acervo, onde conta a história do homem nordestino tendo como referência o Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

O jovem Pedro Lucas idealizador do museu ainda ministra uma palestra chamada "Luiz Gonzaga, os Santos e Cangaceiros" onde destaca a cultura nordestina através desses assuntos. Realiza dinâmicas, fala de literatura de cordel, música e muito mais.

No museu ainda é realizado eventos como Forró e Cinema. O Forró no Museu é organizado por um grupo de tocadores que executam músicas tanto do Luiz Gonzaga, como músicas tradicionais. Já o Cinema no Museu é uma parceria da Associação Comunitária do Distrito Dom Quintino com o Museu Luiz Gonzaga, que exibem filmes educativos no segundo sábado de cada mês.

Sobre o Documentário

"The Boy Who Made a Museum" é um documentário que foi feito por Sérgio Utsch e a Equipe de Britânicos. O mesmo "roda" o mundo contando a história de um povo nordestino através da história do Pedro Lucas Feitosa. E esse já ganhou inúmeros prêmios e foi exibido no(a):

-Mostra de Cinema em Tiradentes;

-Mostra de Cinema de Ouro Preto;

-Mostra de Cinema de Belo Horizonte;

-Embaixada do Brasil em Londres;

-Universidade de Birmingham;

-River Film Festival na Itália (Prêmio do Público);

-Festival Hollywod na Sérvia (Prêmio Especial do Festival);

-Prêmio da Associação de Correspondentes Estrangeiros e Londres (Prêmio de Melhor Documentário).

De acordo com o diretor, O menino que fez um museu foi o único trabalho produzido por equipes fora do eixo Estados Unidos-Europa entre os finalistas. O documentário conta a história de um Brasil profundo, desconhecido até mesmo por muitos brasileiros. É apresentado com o carisma de Pedro Lucas Feitosa, 11 anos. [ENEM 2021, Caderno de Linguagens]

Pedro Lucas Feitosa, 16 anos, é Estudante e Culturalista, natural do município de Crato-CE. O mesmo é estudante do 2º ano do Curso Técnico em Produção Audiovisual da Escola Violeta Arraes de Crato.

Sobre a promoção da nossa Cultura

Percebi que depois da abordagem da questão referente ao documentário, várias postagens “viralizaram” nas redes sociais. Aqui em nosso Cariri Cearense promover a Cultura exige muita dedicação, amor pela nossa identidade e história. Falta apoio tanto do setor público quanto do setor privado. Com toda essa repercussão, o que realmente espero é que tanto iniciativas públicas quanto privadas se mobilizem no sentido de apoiar o Museu idealizado pelo Pedro Lucas.

Quer conhecer um pouco da história do Pedro Lucas? Segue a Edição 118 do Ubuntu TV onde o entrevistei:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário logo abaixo! Sua interação é muito importante!