domingo, 6 de junho de 2021

Poesia “O feijão da roça” Por Lucélia Muniz | NOVA OLINDA-CE

Lucélia Muniz

Ubuntu Notícias, 06 de junho de 2021

@luceliamuniz_09 @ubuntunoticias @agenciaclick__

É com as primeiras chuvas

Que o agricultor pega a enxada

E rumo a roça marca

a sua plantação

E no meio da colheita

Não pode faltar o feijão.

 

Colhe as vagens verdinhas

E já leva pra panela

Pois não há quem diga

Que pode faltar o feijão.

 

Depois das vagens secas

Se põem a debulhar

Ou bate pra que as vagens

Soltem os grãos do feijão

Pra poder selecionar.

 

Olhe bem

Preste a atenção

Feijão combinado com tudo

Com farinha, com arroz,

Com galinha e com cuscuz.

 

Até com ovo e toucinho

O feijão vem combinar

Pois no feijão tem o ferro

Que dá sustança e coragem

Pra gente poder trabalhar.

 

Algumas sementes são guardadas

Para quando o próximo inverno chegar

Outras alimenta a família

E não há quem diga

Que pode faltar o feijão.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário logo abaixo! Sua interação é muito importante!