quarta-feira, 19 de agosto de 2020

HOMENAGEM a LUCÉLIA MUNIZ no Dia Mundial da Fotografia Por Antônio Hélio da Silva | ESCRITOR E POETA DE ARARIPE-CE

Lucélia Muniz

Ubuntu Notícias, 19 de agosto de 2020

@luceliamuniz_09 @ubuntunoticias @agenciaclick__

Para estampar a fotografia

é preciso sensibilidade.

A objetiva precisa de habilidades.

A luz leva a cena para onde for evocada.

O obturador obedece

e a imagem ganha as ondas do Ubuntu.

Do espelho à paisagem presa num quarto,

o tempo tudo transforma.

E a bacia d'água na feira?

E a foto restaurada manualmente?

E o sol quando no inverno?

E o lambe-lambe!?

E a câmera escura?

E a cor branco e preto?

E o filme com asa lenta e veloz?

Kodak

Fujifilm

Konica

Polaroid.

Ah me esqueci!

O milagre acontece

em câmera lenta.

Dispensou o nitrato de prata.

O laboratório.

A impressora quase.

Só não dispensou a luz.

Nem a câmera.

Nem a fotógrafa Lucélia Muniz

com o brilho dos seus olhos.

... Que capta imagens de onde quer

e manda

para o mundo.

O mundo que ela conquistou

e nos deu de presente.

Lucélia Muniz número 1,

"Porque somos todos nós".

Parabéns pela arte de fazer gente de papel e tinta,

voando para onde

bem quiser.

Me manda para as ruas.

Quero ver o menino vendendo pirulitos.

O cisne na Várzea poluída.

Os urubus no lixão.

Os pardais na copa das algarobas.

A professora sem máscara no lago.

As ruelas mesmo descalçadas

exalando fedentina de cifras roubadas.

Não, não.

Não faça isso!

Me trás de volta pra casa!

Quando for baixado o decreto acabando a

Pandemia Política,

Me leve para morar nas ruas, onde o suor imuniza meu ser não sendo.

Antônio Hélio da Silva

Araripe-CE, 19.08.2020.


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário logo abaixo! Sua interação é muito importante!