segunda-feira, 20 de julho de 2020

Poesia O TEMPO QUE DEIXEI PASSAR de autoria da Professora Maria Salete Alves Cordeiro | NOVA OLINDA-CE

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 20 de julho de 2020
Por Maria Salete Alves Cordeiro – Professora aposentada com graduação em Letras
O tempo, ó tempo!
Me vieste de surpresa
Tirando-me a beleza
De a vida encarar,
Mas te digo sem pensar
Que o tempo mais precioso
E o mais harmonioso,
Foi esse que deixei passar.

O tempo é maravilhoso
Pra quem sabe aproveitar,
Fazer planos, ter esperança
Não deixar desabar,
Pra que um dia na lida
Você respire e diga
Que o tempo da minha vida
Foi o que deixei passar.

Esse tempo é o tempo
De amar, de acreditar!
De fazer da dor o amor
E nunca sentir rancor
Que se possa imaginar,
E no outro dia acordar
E dizer que tempo bom
Foi esse que deixei passar.

Ó tempo que foi tão bom!
Tempo de rir, correr, brincar
E hoje sobrando tempo
Com amargura lamento
Da dor que me faz chorar!
E em meio ao sofrimento
Eu afirmo que o tempo
Foi esse que deixei passar.

Os velhos tempos de outrora
Eram sim, espetacular,
A gente estudava, cantava, sorria!
As famílias se reuniam,
No alpendre a conversar
E hoje recordando lamento
Que esse foi o bom tempo
Esse que deixei passar.

Ó meu Deus como foi bom!
O tempo em nosso lar,
Papai, mamãe e irmãos
Alegres a conversar
Papai contando histórias
A noite para animar,
Saudades daqueles tempos,
Esse que deixei passar.

O tempo é mesmo traiçoeiro
Ele chega sem avisar,
E de repente ele leva
Alguém para o lado de lá
Fica o tempo uma agonia
Uma dor que não quer mudar
E de repente relembro,
Que bom foi aquele tempo
Esse que deixei passar.

Afirmo que nesse tempo
Vou com amor enfrentar
Pedindo sempre a Deus
Que nos ajude acalmar,
Com medo e sofrimento,
Dor, angústia e lamento
Ainda falo que o tempo
Foi o que deixei passar.

Já que hoje é novo tempo,
Tudo veio a transformar
Tecnologias avançadas
Sem ninguém dialogar
Vendo tudo isso reflito,
Que o tempo mais bonito
Foi o que deixei passar.

Oh que tempo alegre aquele!
Família completa em meu lar,
Cada um com a sua história
Cada um com seu olhar
E eu ao ver os sorrisos
A Deus sempre a meditar,
Entre choros e sofrimentos,
Falo sim que esse tempo
Foi o que deixei passar.

Desperdicei o meu tempo
Não dando tempo a pensar,
Pois ele passou tão rápido
Capaz de acreditar,
Que grande transformação
Fosse me fazer chorar
Com mágoas sigo dizendo,
Que esse foi o melhor tempo
Esse que deixei passar.

Termino aqui os meus versos
Esses que me veio a pensar,
Pois minha mente declama,
Aquilo que eu relembrar
O meu presente é lembrança
No meu futuro Deus manda
O passado, ah passado!
Esse que deixei passar.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário logo abaixo! Sua interação é muito importante!