segunda-feira, 24 de junho de 2019

São João Batista Por Mateus Poeta | POESIA

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 24 de junho de 2019
Quem nasce para ser poeta
Tem uma fonte de inspiração
Utiliza as palavras e as letras
No tempo e na imaginação
E neste dom tão sagrado
Escrevo o verso bem rimado
A história de são João.

Nessa viagem poética
Buscamos sempre o referencial
Com o poder da bíblia sagrada
Nosso guia espiritual
No ventre ele já tinha sua missão
Pregar o evangelho a oração
No universo celestial.

São João Batista
De Assú é padroeiro do lugar
O precursor de Jesus Cristo
Deus veio lhe consagrar
No templo de Jerusalém
Os anjos disseram amém
Para hoje sua vida poder contar.

No antigo testamento
Guardei a passagem em memória
O que se referia são João
Isaías está anunciar a glória
Malaquias anunciou também
Que veria um sacerdote do bem
Que marcaria nossa história.

Descendente de Abraão
Sua mãe santa Isabel
Zacarias seu pai chamado
Homem Justo e fiel
O anjo a ele apareceu
Enviado pelo espírito de Deus
De uma luz vinda do céu.

Isabel já era anciã idosa
Com seus sessenta anos de idade
Estéril sem poder ter filhos
Desde a sua mocidade
Zacarias escute com atenção
O menino que nascer chamará João
Que a Deus seja sua vontade.

Zacarias ficou calado
Era tarde a noite chegaria
O anjo também anunciou
A santa virgem Maria
Ela teria o filho de Deus
Pregador dos povos seus
Assim aconteceu como o anjo dizia.

São João nasceu
Na cidade de Israel
Passou a juventude no deserto
Onde ele fazia seu papel
No grande rio Jordão
Batizando toda a nação
E glorificando a Deus no céu.

Neste mesmo Rio
Jesus ele batizou
Como o anjo havia dito
A sua mãe ele anunciou
O batismo a humanidade daria
O filho de Deus ele batizaria
Nas escrituras assim ficou.

Denunciou a vida imoral
Deixando exemplo pra nação
Denunciava governo Herodes
Fazendo sua pregação
De Deus foi o porta voz
Andando com manto lençóis
Levando a palavra da salvação.

São João foi condenado
E levado para a prisão
Morto executado
Sem piedade sem compaixão
Sua cabeça foi degolada
Em uma bandeja foi levada
evangelho de Mateus fala da sua execução.

Assim morreu são João Batista
Sacerdote que veio anunciar
A verdade, amor e justiça
Falou da paz por todo lugar
Foi um exemplo na humanidade
Com as águas da caridade
Sua fé, fez nós amar.

Mediante sua história
Fazemos uma reflexão
O exemplo que ele nos deixou
Com o poder da oração
Temos sempre que evangelizar
Obedecer e praticar
Sermos servos de coração.

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.