sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Porque quem estuda ganha um sopro de vida!

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 10 de agosto de 2018
Revisão do texto: Profa. Luciana França, Profa. Patrícia Moreira.
“E há que se cuidar do broto
Pra que a vida nos dê
Flor, flor e fruto”
Hoje, estive pensando o quanto o mundo oportuniza muitos caminhos aos nossos jovens. A questão é... até onde esses caminhos os conduzem? Ora, somos humanos movidos e influenciados diretamente e indiretamente pelo meio em que vivemos, pelas pessoas, pelos laços sociais construídos, pelos valores recebidos através da família.

A Educação vem como uma luz a iluminar nossa consciência do mundo e do outro, uma escalada rumo aos nossos sonhos. Esses alicerçados no conhecimento construído dia-a-dia em casa e nas instituições de ensino. “A educação não pode ser delegada somente à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre”. Içami Tiba

Alguns valores são tão sólidos que uma vez de posse dos mesmos temos algo imensurável, como a exemplo da ética, da solidariedade, da cultura e da nossa identidade. “O ser humano não morre quando o coração para de bater, morre quando, de alguma forma, deixa de se sentir importante”. Augusto Cury

No atual contexto, temos muito a refletir sobre algumas questões, pois a escola de hoje tem como concorrente tudo ao seu entorno. E, nem tudo que está ao seu entorno é positivo e relevante para a formação do ser humano.

Como as instituições convivem com o desafio de cativar, de ser mais atraente do que as ofertas ao seu entorno? Posso dizer que até mesmo o aluno que ainda não se apropriou de sua condição de estudante, mesmo estando apenas ocupando os bancos escolares – está VIVO! Bastando dá a esta VIDA mais sopro, mais sopro!

A escola não é imune a tudo o que está à volta dela. A escola sozinha não movimenta as coisas. De acordo com Paulo Freire, nosso grande educador: “Não é a escola sozinha que vai mudar o mundo, mas sem a escola o mundo não muda”.

Para além dos muros da escola já sabemos qual realidade vamos encontrar. E nossos jovens precisam estar preparados para fazer diferente e fazer a diferença nessa realidade! 
Lucélia MunizUbuntu Notícias, 10 de agosto de 2018Revisão do texto: Profa. Luciana França, Profa. Patrícia Moreira.“E há que se cuidar do brotoPra que a vida nos dêFlor, flor e fruto”Hoje, estive pensando o quanto o mundo oportuniza muitos caminhos aos nossos jovens. A questão é... até onde esses caminhos os conduzem? Ora, somos humanos movidos e influenciados diretamente e indiretamente pelo meio em que vivemos, pelas pessoas, pelos laços sociais construídos, pelos valores recebidos através da família.A Educação vem como uma luz a iluminar nossa consciência do mundo e do outro, uma escalada rumo aos nossos sonhos. Esses alicerçados no conhecimento construído dia-a-dia em casa e nas instituições de ensino. “A educação não pode ser delegada somente à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre”. Içami TibaAlguns valores são tão sólidos que uma vez de posse dos mesmos temos algo imensurável, como a exemplo da ética, da solidariedade, da cultura e da nossa identidade. “O ser humano não morre quando o coração para de bater, morre quando, de alguma forma, deixa de se sentir importante”. Augusto CuryNo atual contexto, temos muito a refletir sobre algumas questões, pois a escola de hoje tem como concorrente tudo ao seu entorno. E, nem tudo que está ao seu entorno é positivo e relevante para a formação do ser humano.Como as instituições convivem com o desafio de cativar, de ser mais atraente do que as ofertas ao seu entorno? Posso dizer que até mesmo o aluno que ainda não se apropriou de sua condição de estudante, mesmo estando apenas ocupando os bancos escolares – está VIVO! Bastando dá a esta VIDA mais sopro, mais sopro!A escola não é imune a tudo o que está à volta dela. A escola sozinha não movimenta as coisas. De acordo com Paulo Freire, nosso grande educador: “Não é a escola sozinha que vai mudar o mundo, mas sem a escola o mundo não muda”.Para além dos muros da escola já sabemos qual realidade vamos encontrar. E nossos jovens precisam estar preparados para fazer diferente e fazer a diferença nessa realidade!

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)