sexta-feira, 4 de maio de 2018

Projeto Lilica: em defesa da causa animal e a conquista da aprovação da criação de um Centro de Zoonoses em Nova Olinda

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 04 de maio de 2018
Eles me ensinaram o que é lealdade... e que não devemos nunca nos esquecer de quem amamos. Francisca Cleidinete Rodrigues Ribeiro Marôpo
A iniciativa do Projeto Lilica se deu através de um grupo de pessoas que amam e defendem a causa animal onde a ideia consiste na implantação e monitoramento de comedouros e bebedouros em locais públicos, na cidade de Nova Olinda onde existem uma maior concentração de animais. Para a equipe do projeto formada por Elias Emerson Leite Ribeiro, Francisca Leite de Araújo (Fanfan), Francisca Cleidinete Rodrigues Ribeiro Marôpo e João Paulo Marôpo tudo teve início em junho de 2017, quando encontraram uma cadelinha muito frágil e debilitada, a vagar pelas ruas.
Logo deram o nome de Lilica a cadelinha que foi atropelada por duas vezes, perdendo os movimentos e passaram a cuidar da mesma numa casinha improvisada na rua. Assim foi possível abriga-la do sol e da chuva, e cuidar desta até que ficasse completamente recuperada.
“Confesso que não foi fácil, por que podemos sentir na pele a falta de compaixão e de amor das pessoas com os animais, todas as pessoas comentavam dizendo que ela estava doente, olhavam de longe com medo de serem contaminadas, sequer ofereciam ajuda", disse Cleidinete.  
Para a equipe do projeto, Lilica foi o ELO de ligação que faltava entre todos, pois houve uma aproximação de pessoas com objetivos em comum, prontos para lutar pelos animais indefesos.
Logo após a recuperação da Lilica em julho de 2017, vendo a quantidade alarmante de animais pelas ruas, vítimas de abandono e maus tratos, a equipe do projeto sentiu a necessidade de criar um projeto para alimentar cães e gatos de rua. A ideia começou a ganhar forma com a implantação de comedouros e bebedouros em locais públicos na cidade de Nova Olinda onde existe uma maior concentração de animais abandonados. Os comedouros são feitos de cano PVC transformados e adaptados em comedouros e bebedouros. Localização dos comedouros na Rua Ubirajara de Lacerda (responsável Cleidinete e João Paulo), na Rua Padre Inácio (responsável Fanfan ) e próximo ao Posto de Eluzim (responsável Raileide).
Só que o Projeto Lilica vai muito além de alimentar cães e gatos de rua, sempre que a equipe do projeto encontra cadelinhas prenhas pelas ruas, as levam para casinhas improvidas para abrigá-las do sol e da chuva até conseguir uma adoção para os filhotes. Em menos de um ano de existência do projeto já se conseguiu lares para mais de 40 filhotes de cães dentre eles machos e fêmeas, 04 fêmeas adultas, e mais de 30 filhotes de gatos. Num abrigo cedido temporariamente, a equipe do projeto, cuida dos animais em situações mais graves (vítimas de maus tratos, acidentes, etc).
“Cada dia ao lado deles é um aprendizado e acho incrível a forma como retribuem todo o amor e carinho que damos. Confesso que não tem sido fácil, porque nossa luta é muito grande, mas confesso também que eles têm nos ensinado muito, durante essa jornada”, disse Cleidinete.
A incansável equipe do projeto começou a buscar parcerias, apoio da população de Nova Olinda e daí o Projeto Lilica foi apresentado na Câmara Municipal em defesa do Projeto de Lei de Castração que foi aprovado. Momento este que contou com o apoio da Vereadora de Juazeiro do Norte Jackeline Gouveia, ativista da causa em defesa dos animais.

Ontem Fanfan divulgou através das redes sociais: “Primeira de muitas conquistas! Obrigada Deus! Obrigada Vereador Cicim da Serra, obrigada aos demais vareadores. Obrigada a todos que ajudam o Projeto Lilica. APROVADO O PROJETO DA CRIAÇÃO DE UM CENTRO DE ZOONOSES EM NOVA OLINDA, CEARÁ”, postou a mesma.
Sobre as adoções, a equipe do projeto divulga por meio das redes sociais e as adoções vem acontecendo. A filhote de nome Pretinha foi adotada pelo Marcelo Alves e a Safira já é a mais nova companhia da família de Maria Diana.
Nem sempre tudo tem um final feliz, pois em muitos casos dado a gravidade em que muitos animais são encontrados, os animais acabam morrendo mesmo recebendo todo a assistência da equipe do Projeto Lilica. Um dos exemplos foi com o cãozinho Lázaro que não sobreviveu devido à gravidade de seu estado.

O objetivo geral do projeto é combater a crueldade, o descuido e o abandono dos animais de rua, com ações efetivas na alimentação e saúde destes animais, evitando assim a proliferação de doenças entre os animais e entre os seres humanos.
O Projeto Lilica em defesa da causa animal não para! Agora mesmo estão anunciando que tem duas filhotinhas a espera de um lar! Interessados entrar em contato com a equipe do projeto. "Cães têm uma forma de encontrar as pessoas que deles necessitam, preenchendo um vazio que nem sequer elas sabem que tem."

Algumas conquistas do projeto vieram na forma do voluntariado de alguns profissionais a exemplo dos Veterinários Dr. Henrique do município de Crato e Dr. Ailton que atende em Nova Olinda.  Alecsandra Santos que cedeu um espaço temporariamente para o abrigo dos animais, Lillian Feitosa, Maria Tereza, Patrícia Pacheco do Rio de Janeiro, Déia, Dona Luzanira, Michele Novaes, Haiane Sampaio que tanto ajudam com doação de ração ou em dinheiro (para tratamento dos animais e compra de medicamentos).

Para a equipe do projeto, o próximo passo dado será rumo a legalização do mesmo o transformando em uma Associação protetora dos animais. Quer ajudar doando ração ou colaborando financeiramente com o projeto? Entre em contato com Cleidinete ou Fanfan e participe desta causa! "Se fosse possível escrever a história de todos os cães que amaram e foram amados pela raça humana, cada história de um cão se pareceria com todas as outras histórias. Seria uma história de amor." (James Douglas)
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)