segunda-feira, 21 de maio de 2018

“Aranha” encontrada por estudante no Sítio Mororó poderá ser uma nova ferramenta para estudos comparativos com a Aranha Chicote

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 21 de maio de 2018
O passado é uma cortina de vidro. Felizes os que observam o passado para poder caminhar no futuro. Augusto Cury
Na noite da sexta-feira (18), por volta das 18h13min numa das residências do Sítio Mororó localizado no município de Santana do Cariri-CE, o jovem Werton Ribeiro encontrou no banheiro um inseto que achou muito estranho.
Chamou seu irmão, Antonio Brito, estudante da EEEP Wellington Belém de Figueiredo que tinha assistido uma Palestra sobre o novo fóssil da Aranha Chicote resultado da pesquisa desenvolvida pelo Professor Mestre Alyson Santos. Não demorou e o jovem encontrou muitas semelhanças entre a aranha que encontraram em sua residência e a aranha chicote do fóssil apresentado através da palestra.
“Os amblipígios são frequentemente confundidos com aranhas por pessoas leigas e aparentam ser perigosos para maioria do público. Estes animais, de aparência assustadora para alguns, não apresentam qualquer ameaça para os seres humanos, visto que não possuem veneno e se comportam como predadores de insetos, outros aracnídeos e pequenos vertebrados. Os Amblypygi possuem o corpo achatado, grandes pedipalpos providos de espinhos e o primeiro par de pernas extremamente alongado e com função sensitiva. Eles ocupam diversos ambientes, tais como florestas tropicais, ambientes áridos e cavernas.”

Antonio Brito entrou em contato com o Professor Alyson e enviou uma foto para que o mesmo observasse as semelhanças. O professor recolheu a “aranha” e colocou em álcool 70% para conservá-la e fará uma doação a Universidade Federal do Ceará-UFC.

Para o mesmo está será uma oportunidade para através de uma comparação da atual “aranha” com a aranha chicote, buscar compreender o processo evolutivo, por exemplo, tornando-se uma ferramenta para novos estudos.
Esta situação mostra o quanto a ciência desperta a curiosidade e o quanto mudamos o nosso olhar quando estamos de posse do conhecimento. Em outra ocasião, Antonio Brito, falou que geralmente faria o que a maioria das pessoas fazem: matar, por achar se tratar de apenas um inseto.
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)