terça-feira, 20 de março de 2018

Ceará comemora 10 anos das Escolas Estaduais de Educação Profissional

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 20 de março de 2018
Via Secretaria da Educação do Estado do Ceará
Os 10 anos de criação das Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs) serão comemorados, entre os dias 20 e 23 de março, com extensa programação. Lançadas em 2008, as escolas profissionais configuram-se como um marco para o Ceará e referência na educação nacional, desenhando a possibilidade de um futuro mais justo e com mais oportunidades para os jovens cearenses.

O início das homenagens ocorre nesta terça-feira (20), com o seminário “10 anos das Escolas Estaduais de Educação Profissional no Ceará: Repensando o Ensino Técnico Profissional para os Desafios do Futuro”. Entre as autoridades presentes estarão o governador Camilo Santana, a vice-governadora Izolda Cela, o secretário da Educação, Idilvan Alencar, e representantes das instituições parceiras. O evento, realizado no Centro de Eventos do Ceará, se estenderá até a quarta-feira (21).

Na manhã de terça, haverá um painel com o tema  “Educação e Trabalho: As competências e habilidades necessárias ao profissional técnico para o século XXI”, com palestras do chefe de Projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), João Marcelo Borges; da professora da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Rejane Andrade; e do economista da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Guilherme Muchale. À tarde, será debatido o tema “Educação Profissional no contexto da Reforma do Ensino Médio”, com a diretora de Articulação e Expansão de Educação Profissional e Tecnológica da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC-MEC), Fernanda Marsaro; do especialista do Centro Paula Souza, Almério de Araújo; e do secretário de Educação do Estado da Paraíba, Aléssio Trindade.

Na quarta, a partir das 8 horas, os palestrantes discutirão os desafios da educação profissional e apresentarão as boas práticas de gestão para os resultados. Entre os convidados estão a professora  do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), Maria José Feres; o coordenador do CAEd, professor Manuel Palácios; o professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) e consultor do CAEd, Marcelo Feres; e da diretora do Instituto Aliança, Maria Adenil Vieira.

Na quinta-feira, o governador Camilo Santana vai inaugurar a Escola Estadual de Educação Profissional de Baturité, às  9h. A escola será 119ª EEEP do Ceará. No mesmo horário, no Condomínio Espíritual Uirapuru (CEU), em Fortaleza, haverá a abertura do encontro com alunos representantes das demais EEEPs. O evento segue até a sexta-feira (23).

Histórico
A partir de 2008, foram implantadas as Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP). Antes, não havia escolas com essa modalidade de ensino. O programa começou com 25 escolas. No ano seguinte, foram mais 26 unidades. Atualmente, são 118 EEEPs em todo o Estado e reúnem 50 mil alunos matriculados em 53 cursos, em 94 municípios. Na Capital, são 21 escolas profissionais.

Nessas unidades, é ofertado o Ensino Médio integrado à Educação Profissional, com duração de três anos, com funcionamento diário em tempo integral, das 7h às 17h. Dessa forma, os alunos aprendem uma profissão ao mesmo tempo em que fazem os três últimos anos da educação básica. Durante o terceiro ano, o Governo do Estado propicia o acesso ao estágio curricular obrigatório e remunerado. Para isso, os alunos recebem uma bolsa. Ao todo, 4,5 mil empresas são parceiras nos programas de promoção de estágio profissional com a previsão de atendimento de 15 mil estudantes.

O currículo desenvolvido nessas escolas é composto por disciplinas da base nacional comum (currículo do Ensino Médio), da formação profissional, além de uma parte diversificada, que abrange componentes curriculares como: Empreendedorismo, Projeto de Vida, Mundo do Trabalho, Formação para a Cidadania, Projetos Interdisciplinares, Horários de Estudo e Língua Estrangeira Aplicada. A carga horária total trabalhada ao longo dos três anos do ensino médio integrado à educação profissional é de 5.400h.

As EEEPs contam com uma estrutura pedagógica adequada com laboratórios de informática, de Biologia, Física, Química e Matemática, biblioteca com acervos específicos da área da formação técnica, além dos laboratórios tecnológicos de acordo com o curso implantado na escola. Desde 2011, as escolas construídas são padronizadas e oferecem 12 salas de aula, auditório, biblioteca, bloco pedagógico-administrativo, laboratórios para cursos específicos, além de ginásio poliesportivo e teatro de arena.

É possível identificar que 60,8% dos alunos que finalizam os estudos nas EEEPs estão inseridos no mercado de trabalho ou em uma universidade. De 2010, ano de formação das primeiras turmas da educação profissional, até 2017, foram 76.320 alunos  formados. 

http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)