domingo, 17 de dezembro de 2017

II BANQUETE LITERÁRIO: - SIRVA-SE DE HISTÓRIA! é realizado na EEEP Wellington Belém de Figueiredo

Com o tema - REVOLUÇÃO INDUSTRIAL – foi realizado na quinta-feira (13) a segunda edição do Banquete Literário que tem como Professora Orientadora, Luciana França, regente da Biblioteca da EEEP Wellington Belém de Figueiredo.
A Revolução Industrial tem início por volta de 1760, na Inglaterra. Ela provoca mudanças profundas na sociedade: a terra deixa de ser a principal fonte de riqueza, a produção em larga escala é direcionada para o mercado internacional, a burguesia afirma seu poder econômico, surge o operariado e o capitalismo se consolida.
A partir de 1870, tem início a 2ª Revolução Industrial, marcada pelo uso de novas fontes de energia (eletricidade e petróleo), pela substituição do ferro pelo aço e pela criação da linha de montagem, criada por Henry Ford, já no século XX.                           
Na da década de 1950 se dá a 3ª Revolução Industrial, com o aparecimento de complexos industriais e empresas multinacionais e da informatização. A indústria se aproxima de centros de pesquisa, inaugurando áreas como microeletrônica e telecomunicações. E, há quem diga que estamos vivendo a 4ª Revolução Industrial.
Na Literatura, o homem passa a ser visto como um animal, submetido às mesmas leis que regem todos os animais. Daí a preferência pelos aspectos biológicos, fisiológicos e instintivos que determinam as ações das personagens, superando a vontade e a razão.
A realidade passa a ser interpretada como um todo orgânico em que o universo, a natureza e o homem estão intimamente associados e sujeitos, em igualdade de condições, aos mesmos princípios, leis e finalidades. Em síntese: determinismo de raça, meio e momento.
Deste contexto é que foi inspirado a segunda edição do Banquete Literário - Sirva-se de História tendo como cerimonialista na abertura do evento, o aluno Lucas Alarcon do 3ºB! O evento realizado no auditório da EEEP Wellington Belém de Figueiredo começou com a entrada de todos os alunos que cantaram, declamaram, dançaram e através do teatro interagiram com o público (alunos que assistiram às apresentações). Ninguém melhor que o próprio CHARLIE CHAPLIN, representado pelo aluno Denir Duarte para esta fazendo essa interação com o público.
A aluna Larissa Miranda do 3º B declamou O CÂNTICO DA TERRA de CORA CORALINA. E os alunos VINICIUS e THALISSA do 3ºC declamaram a poesia JOÃO BOA-MORTE, CABRA MARCADO PRA MORRER de FERREIRA GULLAR. A música ADMIRÁVEL GADO NOVO, DE ZÉ RAMALHO foi cantada pelos alunos MÁRCIO DOUGLAS do 1ºA e TOMÁS do 3ºC.
A poesia DO HOMEM QUE ENFRENTOU O MAR foi declamada pela aluna BENVINDA do 2ºD. E a música ÁGUAS DE MARÇO, DE TOM JOBIM foi cantada pelas alunas ELLEN do 1ºD e LAUANE do 3ºC com o aluno PEDRO do 3ºD no violão.
O IMPÉRIO DAS HORAS de GILBERTO BRANDÃO foi declamado pela aluna ANA FLÁVIA do 3ºD e em seguida todos puderam conferir a música ORAÇÃO AO TEMPO de MARIA GADÚ na voz da aluna JOICE do 2ºB, do aluno RICHARDSON do 1ºD e do aluno MÁRCIO do 1ºA.
MASSA E MÁQUINAS de AURÉLIO FERNANDES foi lida pelo aluno Denir Duarte do 2ºA. E a música TREM BALA de ANA VILELA na voz da aluna SARA do 1ºC, da aluna LAIZA do 1ºB e do aluno CARLOS do 1ºA.
TECELAGEM de CONCITA foi declamada pelo aluno LAÊNIO do 2º A e Ó MÁQUINAS FEBRIS de GUILHERME DE AZEVEDO pelo aluno ANTONIO JOSÉ do 3ºB. O AÇO QUE TEM CORTE DE POESIA de ROMÉRIO RÔMULO pela aluna MARIANA do 2ºD e a música TERRA DE GIGANTES do ENGENHEIROS DO HAWAII na voz dos alunos CARLOS do 1ºA, ISABELLI do 1ºC e PEDRO do 3ºD.
FAZ-SE LUZ de MÁRIO CESARINY é declamada pela aluna EMILY do 2ºB e a música TEMPOS MODERNOS de LULU SANTOS na voz do aluno YARLEY do 2ºB e PEDRO do 3ºD. UTOPIA de LUIZ CARLOS DE OLIVEIRA é declamada pelo aluno DANIEL do 2ºA e ODE TRIUNFAL de ÁLVARO DE CAMPOS pelas alunas VIRGINIA e HELOISA do 2ºA.
Ainda foi possível conferir a música ESQUADROS de ADRIANA CALCANHOTO na voz das alunas BEATRIZ do 3ºB e LAIZA do 1ºB. A poesia JOÃO, O TELEGRAFISTA de CASSIANO RICARDO LEITE foi declamada pelo aluno FRANCISCO GUILHERME do 3ºD e A ROSA DE HIROSHIMA de VINICIUS DE MORAES pelo aluno WILGNER do 2ºA. A música PAIS E FILHOS do LEGIÃO URBANA foi cantada pelos alunos SABRINA do 2ºD e MÁRCIO do 1ºA.
A aluna AMANDA do 3ºB fez a leitura de SOU EU E O COMPUTADOR de MARQUES e o MANIFESTO DA POESIA ROBÓTICA de LEONEL MOURA foi declamado pelas alunas LUANA e LUCIANA do 2ºC. Ainda SINAL FECHADO de PAULINHO DA VIOLA declamado pelas alunas VALCLENE, ARIANE e JOICE do 2ºD. Em seguida a música COR DE MARTE de ANA VITÓRIA na voz das alunas VALDILÂNIA, VITÓRIA e TEREZA do 2ºC e do aluno PEDRO do 3ºD.
O aluno NAURÍCIO do 2ºB declamou EU, ETIQUETA de CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE. A música OLHOS COLORIDOS de SANDRA DE SÁ foi cantada pelo aluno YARLEY do 2ºB com PEDRO do 3ºD e coreografada pelos alunos JOÃO HITALO e IRAICSA do 2ºA. A Professora Luciana França também fez uma participação declamando SOB O SOL de MARKUS VIANA. E, com a música INSTRUMENTAL - CHAPLIN/ROBÔ os alunos DENIR do 2ºA e SAMUEL do 3ºD fizeram uma encenação.

 
O encerramento desta edição do Banquete Literário se deu com a música A PAZ do ROUPA NOVA na voz dos alunos TIAGO do 1ºB e MÁRCIO DOUGLAS do 1ºA. Aproveito a matéria para parabenizar a todos os alunos e a professora orientadora Luciana França por mais esta edição do Banquete Literário. Para conferir mais fotografias clique AQUI.

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)