sexta-feira, 31 de março de 2017

Sociedade Civil novolindense se mobiliza CONTRA a Reforma da Previdência

Hoje (31) dia em que todo o Brasil se mobiliza CONTRA a Reforma da Previdência, novolindenses, e demais participantes das cidades vizinhas se organizaram em caminhada pelas principais ruas de nosso município.
Alunos, Professores, Agricultores, alguns políticos, representantes de Sindicatos de diversos segmentos da sociedade civil organizada engrossaram o coro contra a reforma da previdência e deram um FORA TEMER aos desmandos desse governo golpista.
De acordo com o que está posto pela atual reforma do desgoverno Temer para se aposentar com 100% será necessário contribuir por 49 anos. Se você começou a trabalhar e contribuir aos 20 anos e nunca parar, conseguirá a aposentadoria integral com quase 70 anos de idade.
As mulheres passam a ter contribuição mínima de 30 anos e os homens contribuição mínima de 35 anos. O governo golpista ignorou o fato de que as mulheres cumprem duas ou três jornadas, contando o trabalho diário, o cuidado com os filhos e o companheiro, a atenção da casa, entre outras funções que nós assumimos no decorrer do dia.
A Previdência barra a acumulação de pensão e aposentadoria. Quem está aposentado e passa a ser apto a receber pensão por morte deve optar pelo maior benefício. Trabalhadores rurais passam a contribuir com o INSS sob as mesmas regras do regime geral.
É contra esta reforma que o povo foi às ruas! Chega! Em Nova Olinda, a concentração ao final da caminhada aconteceu em frente à Prefeitura Municipal onde algumas autoridades e representantes da sociedade civil organizada fizeram uso da palavra e deram alguns esclarecimentos aos presentes.
O Professor e ativista Nicolau Neto, frisou a importância deste momento tanto para Nova Olinda como cidades vizinhas e também para o Brasil. O mesmo destacou que a mobilização “é um momento muito importante, mostra que a juventude, a sociedade civil organizada e professores e demais servidores estão preocupados com o futuro do país. São três reformas muito desgastante para a população brasileira. Eu cito aqui a terceirização aprovada recentemente que acaba com os concursos públicos, a reforma do ensino médio que retira do currículo escolar disciplinas que levam o pensamento crítico para os alunos como História, Sociologia, Filosofia e Artes e agora essa reforma da previdência que vai dificultar bastante o gozo dos servidores desse real benefício que é a aposentadoria. Então, é muito importante nós estarmos mobilizados pra destruir estas reformas”, afirmou o Professor e ativista Nicolau Neto.
Socorro Matos – Professora, ex-vereadora e Presidente do Partido dos Trabalhadores em Nova Olinda- também deixou sua mensagem dizendo que “esse é um movimento que precisa se intensificar cada vez mais porque nós vimos que se a sociedade não se organizar, se o povo não for pra rua, essa reforma, esse governo golpista vai tirar todos os direitos que nós conquistamos durante muitos anos. Então, desde já, nós comunicamos, já pedimos a toda a população que se manifeste contra essas reformas, a esse golpe, a um terceiro golpe como já tem dito alguns de nossos companheiros contra os trabalhadores rurais, contra as pessoas que durante muitos anos lutaram a favor dos trabalhadores e das trabalhadoras, principalmente as classes menos favorecidas e das classes mais sofridas. Então, o nosso recado hoje é FORA TEMER e Diretas Já!,” disse Socorro Matos.
O Professor da EEM Padre Luís Filgueiras de Nova Olinda, Antonio José, frisou que “o movimento tá mostrando que Nova Olinda tem consciência desse ato injusto que o Governo Temer quer praticar contra os trabalhadores em geral e a gente precisa se fazer presente na rua: as escolas, a sociedade civil, os trabalhadores, professores e alunos. Todos estão conscientes que essa reforma não deverá passar, não deverá ser aprovada, porque é uma injustiça contra o povo brasileiro.”
A mobilização contou com o apoio da Federação das Entidades Comunitárias de Nova Olinda-FECONO, Prefeitura Municipal de Nova Olinda, Sindicato dos Trabalhadores Rurais-STR, Sindicato dos Servidores Públicos de Nova Olinda-SINSENO e Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar-SINTRAF.
Dentre os participantes, a mobilização contou a presença do Senhor Josias da FECONO, Andreia Silva do SINTRAF, Socorro Santos do STR e o Vereador Adriano Dantas.

FOTOGRAFIA - Frame Produções

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)