sexta-feira, 28 de outubro de 2016

EEM Padre Luís Filgueiras realiza o III Sarau Literário: A EXALTAÇÃO FEMININA NA ARTE

O tema do III Sarau Literário da PLF deste ano foi “A EXALTAÇÃO FEMININA NA ARTE”. Neste clima bem feminino de festa todos foram convidados a embarcar no fantástico mundo da poesia, da música, da encenação e do cinema. Então, POEME-SE!

Professores da área de linguagens da EEM Padre Luís Filgueiras orientaram mais um Sarau Literário, desta vez em sua terceira edição, reunindo um público bastante significativo no Teatro Violeta Arraes.
Dentro da programação da Feira de Ciências da referida escola, o sarau veio este ano contemplando o TEMA - A EXALTAÇÃO FEMININA NA ARTE! Um tema que foi abordado na poesia, na música e na encenação!

As mulheres foram homenageadas nas mais diversas formas, vistas de uma maneira sublime que perpassa a ideia de gênero, etnia e condição social. Ainda afagadas com um brinde a Campanha Outubro Rosa, até porque a gente cuida de quem a gente ama.
O poema Irene, por exemplo, fala de uma mulher pobre e preta, mas uma mulher que traz em si valores não encontrados em muitos ricos e brancos.

Na Poesia Receita de Mulher de Vinicius de Moraes vem a afirmação: “As feias que me perdoem, mas a beleza é fundamental”. Mostra uma mulher feita de poesia, mas uma mulher real.
E a música veio com a letra da nordestina arretada – Elba Ramalho – tratando do valor da mulher e a forma como esta se apresenta para a sociedade. “Mesmo com o coração apertado, trazemos um sorriso no rosto”.

Na poesia de Manuel Bandeira, Tereza, o eu-lírico fala sobre a ingenuidade do amor enquanto liberto para amar.
Sobre Cora Coralina que passou a escrever poemas sobre sua história de vida, a declamação de “Eu sou aquela mulher”.

Já Carlos Drummond de Andrade, um dos maiores poetas da literatura brasileira, foi abordado em seu poema que enaltece a figura feminina mostrando seus encantos e suas complexidades.
Ao ser declamado “A Mulher no espelho” de Cecília Meireles faz-se alusão ao desejo de ser bela mostrando a nítida fragilidade do ser humano que busca demasiadamente a beleza mesmo que custe a própria vida.

Essa beleza que pode mover montanhas e encadear guerras... anunciada na música “Mulher nova bonita e carinhosa” – uma homenagem as mulheres e aos apaixonados que lutam pelo amor delas.
Não poderia faltar também Adélia Prado que representa a revalorização do feminismo e da mulher como ser pensante, levando em conta seu papel de intelectual, mãe, esposa e dona de casa.

Homenagem às mulheres também de um nordestino que declama a beleza das brasileiras e que é bastante conhecido na internet por difundir e divulgar nas redes sociais a cultura nordestina. O público pode conferir um dos muitos poemas de Bráulio Bessa.
Saindo do campo da literatura brasileira, o III Sarau, não deixou de fora o grande ícone, William Shakespeare, imortalizado em sua célebre obra Romeu e Julieta.

O Coral PLF com arranjo do Professor Reginaldo Silva e sob a regência do Professor Daniel Rodrigues trouxe o sucesso do compositor Pinto do Acordeom, a música “Neném Mulher”, consagrada na voz de Elba Ramalho.
E para finalizar as apresentações da noite, a música “Salão de Beleza” de Zeca Baleiro – um olhar e uma crítica social a ditadura da cultura da beleza. Esta música que foi coreografada por um grupo de estudantes.
Este foi o III Sarau da PLF que encantou aos presentes e nos proporcionou beber da arte em suas mais diversas fontes: na poesia, na música e na encenação!

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)