sábado, 16 de julho de 2016

Minhas fotografias agora em páginas que tratam das nossas riquezas naturais

Agora você pode conferir minhas fotografias voltadas para o meio ambiente nas páginas da Caatinga e Chapada do Araripe no Facebook

Entrei em contato com os administradores das páginas e vou ficar colaborando com fotografias voltadas para o meio ambiente, a maioria feitas aqui mesmo em nosso município.
Sobre a página da Caatinga no Facebook
A página foi criada por Valdo Vale de Quiterianópolis em 29 de julho de 2014 e é voltada para o bioma Caatinga.
Descrição da página
Caatinga (do tupi: ka'a [mata] + tinga [branca] = mata branca) é o único bioma exclusivamente brasileiro, o que significa que grande parte do seu patrimônio biológico não pode ser encontrado em nenhum outro lugar do planeta. Este nome decorre da paisagem esbranquiçada apresentada pela vegetação durante o período seco: a maioria das plantas perde as folhas e os troncos tornam-se esbranquiçados e secos. A caatinga ocupa uma área de cerca de 850.000 km², cerca de 10% do território nacional, englobando de forma contínua parte dos estados da Paraíba, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia (região Nordeste do Brasil) e parte do norte de Minas Gerais (região Sudeste do Brasil). Ocupando cerca de 850 mil km² (aproximadamente 10% do território nacional), é o mais fragilizado dos biomas brasileiros. O uso insustentável de seus solos e recursos naturais ao longo de centenas de anos de ocupação, associado à imagem de local pobre e seco, fazem com que a caatinga esteja bastante degradada. Entretanto, pesquisas recentes vêm revelando a riqueza particular do bioma em termos de biodiversidade e fenômenos característicos. Do ponto de vista da vegetação, a região da caatinga é classificada como savana estépica. Entretanto, a paisagem é bastante diversa, com regiões distintas, cujas diferenças se devem à pluviometria, fertilidade e tipo de solos e relevo.
Sobre a página da Chapada do Araripe no Facebook
A página foi criada em Crato e tem como referência os ecossistemas, beleza natural e cultura popular.
Descrição da página
O Brasil possui cinco territórios oficialmente denominados Chapada: a dos Veadeiros (Goiás), das Mesas (Maranhão), Diamantina (Bahia), dos Guimarães (Mato Grosso) e do Araripe (Ceará, Pernambuco e Piauí). Simplificando, Chapada nada mais é do que uma formação geológica com uma planície no alto. Mas, claro, estas regiões vão muito além disso: são referência em ecossistemas, beleza natural e cultura popular.

A do Araripe se diferencia das outras quatro por estar em uma região semiárida, e a presença de água em seu entorno faz com que ela ganhe status de oásis. Nela foi criada a primeira floresta nacional do Brasil, em 1946. A Floresta Nacional do Araripe-Apodi, FLONA para os íntimos, possui 39.262,326 hectares e abrange parte das cidades de Barbalha, Crato, Jardim e Santana do Cariri.

Mas não espere grandes cachoeiras, rios extensos e cavernas com água cristalina. A riqueza no Araripe é outra: é tão grande, que a Unesco escolheu o Cariri cearense (região onde está a maior parte da formação rochosa) para sediar o Geopark Araripe, primeiro das Américas.
(...)
Com água farta, está sempre verde, mesmo em tempos de seca persistente. Com um bioma predominante de caatinga, com áreas de cerradão e mata atlântica, possui como símbolo uma espécie endêmica de pássaro (só encontrada por lá), o pequeno Soldadinho do Araripe, com sua crista vermelha que parece um quepe.

Tamanha diversidade atraiu, há milhares de anos, homens pré-históricos que encontraram um oásis em meio ao sertão. Há poucos séculos, os índios da etnia Kariri que ali viviam começaram a ser aldeados por jesuítas, ou simplesmente assassinados pelos homens que chegaram para colonizar a região que fez parte da chamada “civilização do couro”: trazendo o gado, se depararam com terra fértil para plantar, e por lá ficaram.
(...)
Texto de Mariana Albanese

Espero que curtam a ideia e aproveitem para acompanhar estas páginas onde é retratado nossas riquezas naturais a nível de região e microrregião. E, sem falar que vão poder conferir fotografias aqui mesmo de nossa terrinha, não é mesmo? É sempre bom poder está divulgando o nosso município! 

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)