terça-feira, 15 de março de 2016

Conheça os maiores Físicos da História

Albert Einstein (1879 - 1955)
Com sua Teoria da Relatividade comprova a inexistência do espaço e do tempo absolutos. Demonstra que a aceleração da massa altera o tempo, a massa é uma forma de energia e vice-versa. Estabelece que a velocidade limite no Universo é a da luz 300.000 Km/seg.

Alessandro Giuseppe Volta (1745 - 1827)
Físico italiano, foi quem fez a descoberta da pinha desenvolvendo assim a eletricidade dinâmica, relevando a corrente elétrica e a resistência elétrica, quando decidiu-se definir uma unidade para medir a diferença de potencial elétrico, criou-se para ele o nome Volt, em consideração aos trabalhos de Volta.

Anders Celsius (1701 - 1744)
Astrônomo sueco, elaborou uma escala de temperatura que hoje é adotada internacionalmente, conhecida como escala Celsius (°C). Atribuiu valor 100 para a fusão do gelo e 0 para a ebulição da água. Estes valores foram revistos mais tarde e alterados para 0 e 100 respectivamente.

André Marie Ampère (1775 - 1836)
Matemático e físico francês estruturou a teoria que possibilitou a construção de um grande número de aparelhos eletromagnéticos, descobrindo as leis que regem as atrações e repulsões das correntes elétricas entre si. Descobriu também outra maneira de mostrar a atração e repulsão provocada por um fio percorrido por corrente.

Aristóteles
Foi um dos mais importantes filósofos da antiguidade, dedicando-se também à política, à crítica literária e à ética. Particularmente na física, sua obra refere-se ao estudo dos movimentos, incluindo o dos corpos celestes.

Carl Friedrich Gauss (1777 - 1855)
Astrônomo, matemático e físico alemão, tornou-se célebre por seus trabalhos sobre magnetismo, eletromagnetismo e óptica.

Charles de Coulomb (1736 - 1806)
Físico francês, iniciou suas pesquisas no campo da eletricidade e do magnetismo para participar de um concurso aberto pela Academia de Ciências sobre fabricação de agulhas imantadas. Estudou o atrito e descobriu a eletrização superficial dos condutores entre as cargas elétricas.

Christian Johann Doppler (1803 - 1853)
Físico e matemático austríaco. Foi professor de Física Experimental na Universidade de Viena. Celebrizou-se pelo princípio denominado efeito Doppler.

Christian Huygens (1629 - 1695)
Matemático, físico e astrônomo holandês. Em 1678, apresentou em Paris seu primeiro trabalho sobre a teoria ondulatória da luz.

Evangelista Torricelli (1608 - 1647)
Físico italiano, contemporâneo de Galileu, quem idealizou um experimento bastante simples e engenhoso, que permitiu a medida da pressão exercida pela atmosfera.

Gabriel Daniel Fahrenheit (1686 - 1786)
Físico alemão, realizou importantes estudos sobre termômetros e criou o termômetro que leva o seu nome. Dedicou a vida ao estudo da Física e à construção de instrumentos meteorológicos. É o inventor do higrômetro, instrumento que mede a umidade da atmosfera.

Galileu-Galilei (1564 - 1642) 
Astrônomo e físico italiano, é considerado o fundador da ciência experimental moderna. Descobriu as leis da queda dos corpos e a lei que rege o movimento do pêndulo. Enunciou o princípio da composição dos movimentos. Aperfeiçoou instrumentos, como o relógio e o telescópio. Suas conclusões eram baseadas mais em observações e nos resultados dos experimentos do que na lógica dedutiva.

Georg Simon Ohm (1787 - 1854)
Físico e matemático alemão que descobriu, em 1827, as leis fundamentais das correntes elétricas. Realizou, ainda, trabalhos em Acústica, na composição de vibrações sonoras.

Heinrich Rudolf Hertz (1857 - 1894)
Físico alemão, que determinou o comprimento das ondas eletromagnéticas.

Isaac Newton (1643 - 1727)
Físico e matemático inglês, tornou-se uma das maiores figuras da ciência em todos os tempos. Em Física, formulou os três princípios da Mecânica, conhecidos como leis de Newton, e a teoria da gravitação universal. Em matemática, criou o cálculo infinitesimal. Em 1666 fez as suas descobertas mais importantes. Interrogado sobre como as conseguia, respondeu: " Para descobrir todos os fenômenos que deseja, basta ao sábio três coisas: pensar, pensar, pensar ".

James Clerk Maxwell (1831 - 1879)
Físico e matemático escocês, desenvolveu uma teoria que se aplica aos campos elétricos e magnéticos existentes nos fios condutores, nos isolantes e até mesmo no espaço sem matéria.

James Prescott Joule (1818 - 1889)
Físico inglês que formulou as leis sobre o desprendimento de calor produzido por uma corrente elétrica em um condutor e determinou, após várias experiências, o equivalente mecânico da caloria.

James Watt (1736 - 1819)
Engenheiro escocês, criou um modelo eficiente de máquina conseguindo utilizar o movimento de vaivém do pistão para fazer girar uma roda esse movimento giratório poderia então ser facilmente empregado para realizar diversas atividades mecânicas.
Para poder comparar a potência de suas máquinas com outros recursos conhecidos, Watt definiu a grandeza horse power (HP), que significa "poder de cavalo".

Johann Kepler (1571 - 1630)
Astrônomo alemão, o pai da moderna astronomia, estabelece as equações das órbitas planetárias, que ele prova serem elípticas e não circulares como se supunha. As Leis de Kepler (que relacionam a área do plano da órbita percorrida com a velocidade). Foram enunciadas em duas de suas obras (1609 - 1619), abrindo caminho para Newton formular sua Lei da Gravitação Universal.

Joseph Thompson (1887)
Descobre o elétron, 1° componente realmente indivisível da matéria.

Lorde Kelvin (1824 - 1907)
Físico inglês, estudou o esfriamento provocado pela descompressão dos gases, o que contribuiu para o estabelecimento da escala absoluta de temperatura (escala Kelvin). Descobriu a segunda lei da Termodinâmica e com trabalhos no campo da eletricidade, especificamente na telegrafia submarina.

Ludwig Boltzmann (1878)
Lança as bases da Termodinâmica estatística, ao introduzir a Estatística na explicação dos fenômenos naturais.

Michel Faraday (1791 - 1867)
Físico e químico inglês, formula as Leis da eletrólise e cria a Teoria dos Campos Eletromagnéticos, que levará às equações de Maxwell e às teorias de Einsten.

Murray Gell-Mann (1972)
Descobre os quarks, as últimas partículas indivisíveis da matéria.

Nicolau Copérnico (1473 - 1543)
Astrônomo polonês, revolucionou a Astronomia com sua teoria heliocêntrica e pôs fim à teoria de Ptolomeu. Seu livro sobre as Revoluções dos Corpos Celestes (1534) foi o divisor de águas no desenvolvimento da astronomia e este condenado pela Inquisição.

Niels Bohr (1913)
Demonstra que as leis que estruturam o funcionamento interno dos átomos não são as leis de Newton, e sim as leis quânticas, cujos novos fundamentos estabelece.

Ptolomeu
Foi um grande astrônomo grego da antiguidade: desenvolveu um modelo para o mundo, a Terra como centro imóvel do Cosmo (geocentrismo), modelo esse que predominou até o início do século XVI.

René Descartes (1596 - 1650)
Físico e matemático francês, a quem devemos a criação da Geometria Analítica e a descoberta dos princípios da Óptica Geométrica. Em Óptica, sua influência foi muito acentuada. Em 1637 publica a sua Dióptrica, na qual explica a teoria corpuscular da luz, atribuindo-lhe velocidade infinita e propagação através do éter. Explica a reflexão e a refração formulando a lei que Snell havia enunciado em um manuscrito inédito.
 
Roberto Hooke (1635 - 1703)
Físico inglês, estudou o comportamento das molas aonde deduziu em 1678 a Lei de Hooke, segundo a qual a força que faz uma mola (ou qualquer sistema elástico) retornar à sua posição de equilíbrio é proporcional ao afastamento em relação a essa posição de equilíbrio é proporcional ao afastamento em relação a essa posição. Sua paixão em participar de debates ferrenhos (especialmente contra Newton, sua vítima favorita) também passaria à história, juntamente com seu trabalho.

Sadi-Carnot (1824)
Foi pioneiro no estudo do calor (Termodinâmica), ao avaliar a eficiência das caldeiras nas máquinas a vapor.

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)