quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Contemplando o Amanhecer

Penso que a vida é assim...
Alvoradas e pôr do sol
Noites de silêncio
Dias intensos
Rotinas, talvez rotinas
Descompassos
Um porto de embarque e
Desembarque.

Somos construtores de teias
Fagulhas de uma luz na escuridão
Construtores do amanhã
Uma máquina perfeita
Chamada Humano.

E diante da perfeição
Há imperfeição.
A imagem refletida no espelho
Não mostra o interior do coração.
Cofres fechados sem chaves
Aprisionados no próprio corpo,
Lançam mãos de suas ferramentas
De construção.

E, se não somos construtores
Do amanhã?
Somos imperfeitos
A espera do embarque
Neste porto chamado vida!

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.