quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Biologia no dia a dia

Biologia é uma palavra derivada do grego: Bio = vida; e Logos = estudo. Reconhecida oficialmente como ciência na transição entre os séculos 18 e 19, a Biologia se apresenta bastante ampla, já que não estuda somente os indivíduos e espécies isoladamente, mas também sua origem, evolução, constituição, aspectos comportamentais, a forma com que se relacionam entre indivíduos da mesma espécie e de espécies diferentes, a interação entre os seres vivos e o ambiente, como funcionam seus organismos, dentre diversos outros aspectos.

Essa ciência natural, por meio do método científico, é capaz de desenvolver o senso crítico da pessoa, auxiliando-a a exercer sua cidadania por meio de escolhas e tomadas de decisão mais responsáveis, propiciando a construção de uma sociedade mais justa e um meio ambiente mais saudável.

A biologia está presente em praticamente tudo no nosso cotidiano e influencia diretamente a nossa vida e a sociedade. Por estar presente em praticamente em tudo o que fazemos, a Biologia é uma ciência de grande importância, e o entendimento dela e de suas divisões torna-se cada vez mais importante, pois através destes conhecimentos poderemos preservar o meio ambiente, entender o funcionamento dos processos biológicos, conhecer a nossa história, etc.

A resposta é simples e é a seguinte: é um erro comum pensarmos, por causa da escola nos primeiros anos, pensarmos que Biologia é apenas o estudo da vida do ser humano, pois o foco maior dos estudos está em nossos sistemas corporais, nossa interação com o meio, contudo a vida é definida desde um vírus, bactérias, plantas e por fim os seres humanos.

A Biologia está em todos os lugares. Basta olhar ao seu redor: na natureza, num casal que espera o nascimento do filho, nos ingredientes presentes numa receita de bolo, ou ainda, nas notícias veiculadas em jornais, no rádio, na televisão, na internet... Vivemos num período em que o uso da tecnologia e da ciência tem transformado profundamente a relação entre os seres humanos e o mundo onde vivem. E isso justifica o fato da imprensa abordar, cada vez mais, temas relacionados à biotecnologia, à engenharia genética, à produção e utilização de produtos transgênicos, à contaminação biológica, entre outros.

Leia abaixo um histórico resumido dos avanços obtidos pelo homem na área da biologia:

350 a.C. - O filósofo grego Aristóteles faz a primeira classificação dos animais.
180 - O médico grego Galeno desenvolve um estudo sobre o sistema muscular do ser humano.
1242 - O árabe Ibn An Nafis desenvolve a ideia de que os ventrículos ficam isolados um do outro.
1316 - O biólogo italiano Mondino de Luzzi escreve o primeiro livro conhecido sobre anatomia do ser humano.
1543 - O biólogo belga André Vesálio escreve um importante estudo sobre a anatomia e publica o livro Sobre a Estrutura do Corpo Humano.
1653 - O naturalista sueco Olof Rudbeck descobre a existência e funcionamento dos vasos linfáticos.
1766 - O fisiologista suíço Albrecht von Haller cria a neurologia ao observar o funcionamento dos nervos e músculos do corpo humano.
1773 -  O biólogo dinamarquês Otto Friedrich Muller aprofunda o estudo sobre os micróbios.
1812 - Com seus estudos sobre animais extintos, o naturalista francês George Cuvier cria a Paleontologia.
1858 - Os biólogos ingleses, Charles Robert Darwin e Alfred Russel Wallace desenvolvem a Teoria da Evolução das Espécies.
1862 - O químico francês Louis Pasteur identifica germes e faz estudos sobre a relação dos micróbios com determinadas doenças.
1865 - O austríaco Johann Gregor Mendel desenvolve estudos sobre genética, verificando a transmissão de características físicas de pai para filho.
1889 - O espanhol Santiago Ramón y Cajal elabora a Teoria dos Neurônios.
1912 - O bioquímico polonês Casimir Funk realiza importantes estudos sobre as vitaminas.
1913 - O bioquímico norte-americano Elmer Cerner McCollum descobre as vitaminas A e B.
1921 - O médico canadense Frederick Grant Banting desenvolve estudos sobre a insulina e técnicas de purificação.
1928 - Por puro acaso, o bacteriologista escocês Alexander Fleming (1881-1955) descobre a penicilina, o primeiro antibiótico.
1952 - O bioquímico inglês Frederik Sanger descobre a estrutura química da insulina.
1973 -  Os bioquímicos norte-americanos Stanley H. Cohen e Herbert B.W. Boyer fazem experiência na área de engenharia genética.
1975 - As endorfinas, substâncias inibidoras da dor, são descobertas.
1980 - Pesquisadores norte-americanos descobrem e identificam o vírus da AIDS.
1997 - O embriologista escocês Ian Wilmut cria, em laboratório, o primeiro clone de um mamífero adulto: a ovelha Dolly. 

Áreas da Biologia: Anatomia, Botânica, Ecologia, Genética, Origem da Vida, Embriologia, Zoologia (estudo dos animais), Bioquímica, Biologia Celular, Classificação dos seres vivos, Ecossistema e Cadeia Alimentar.

FONTES

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)