quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Ou isto ou aquilo?

Desde a infância enfrentamos dilemas. Crianças, adolescentes, adultos ou velhos, todos nós temos que tomar decisões e fazer escolhas o tempo todo.
A poeta Cecília Meireles escreveu um poema chamado Ou isto ou aquilo, em que descreve os dilemas de uma criança diante das inocentes escolhas de sua vida. O poema é assim:
(...)
Quem sobe nos ares não fica no chão,
Quem fica no chão não sobe nos ares.
É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo em dois lugares!
Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.
Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo...
e vivo escolhendo o dia inteiro!
Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranquilo.
Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.

Mas o tempo avança, o filme rola e de repente o jogo é outro. A infância ficou para trás. A vida muda. E fica bem mais complicada. O poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu um poema sobre a complexidade dos dilemas que a vida nos coloca. Chama-se Parolagem da vida.

Como a vida muda.
Como a vida é muda.
Como a vida é nula.
Como a vida é nada.
Como a vida é tudo.
Tudo que se perde
mesmo sem ter ganho.
Como a vida é senha
de outra vida nova
que envelhece antes
de romper o novo.
Como a vida é outra
sempre outra, outra
não a que é vivida.
(...)
Como a vida é isto
misturado àquilo.
(...)
Como a vida ri
a cada manhã
de seu próprio absurdo
e a cada momento
dá de novo a todos
uma prenda estranha.
Como a vida joga
de paz e de guerra
povoando a terra
de leis e fantasmas.
(...)
Como a vida vale
mais que a própria vida
sempre renascida
em flor e formiga
em seixo rolado
peito desolado
coração amante.
E como se salva
a uma só palavra
escrita no sangue
desde o nascimento:
amor, vidamor!

Para o poeta, a vida pode ser muitas coisas ao mesmo tempo. Coisas contraditórias, até.

E você, qual sua própria visão sobre a vida?

Valor do AMANHÃ na Educação

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)