sexta-feira, 6 de março de 2015

Mulheres que inspiram - Maria Laudecy Ferreira de Carvalho

A sexta homenageada da Série Mulheres que inspiram é Maria Laudecy Ferreira de Carvalho.
Maria Laudecy Ferreira de Carvalho
Mestranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente;
Editora Dinâmica.

ENTREVISTA
Lucélia Muniz - Dentro do contexto atual, na sua opinião, quais as principais conquistas alcançadas pelas mulheres?
Laudecy Ferreira - Várias são as conquistas alcançadas pelas mulheres brasileiras, mas entre elas, ressalto, a oportunidade de ocupar o mesmo espaço profissional que o homem, na maioria dos cargos, o direito da personalidade jurídica da mulher (em 2003). No âmbito do Direito da Família, destaca-se a passagem da "chefia e pátrio poder" para "poder familiar exercido", conjuntamente, pelo marido e pela mulher, conforme a equivalência de direitos e deveres entre os mesmos, segundo a Constituição, e a substituição do termo " homem" pela palavra "pessoa," como também, os trabalhadores domésticos passaram a ter direito aos feriados civis e religiosos, a partir de 20 de julho de 2006, data da publicação da Lei nº 11.324/06, pois até então , tinham trabalho escravo, e ainda, por força de lei ter direito a carteira de trabalho assinada, e, portanto,  em  2009, com a Lei 12.034/2009, conhecida como a minirreforma eleitoral, os partidos foram obrigados a preencher, e não só reservar, 30% nas chapas eleitorais para as candidatas .

Lucélia Muniz - E você, qual sua principal conquista enquanto mulher?
Laudecy Ferreira - Abdicar do meu trabalho enquanto Professora do Colégio Prof. Moreira de Sousa, na cidade de Juazeiro do Norte, Estado do Ceará, e, também,  Vendedora das Lojas Esplanada, para me dedicar a ter, cuidar e educar, ainda na fase de formação meus três filhos Nadson José, Cícero Naidel e Natanael Francisco, e ainda,  ocupar o mesmo espaço empresarial que o homem, inclusive, ter sido destaque pelo Prêmio Êxito Empresarial pelo SEBRAE-Nacional, como sendo a única mulher entre os homens vencedores, no Estado do Ceará.

Lucélia Muniz - Em pleno século XXI, quais situações ainda são enfrentadas pelas mulheres? Seja na questão de gênero, na falta de políticas públicas e/ou no contexto socioeconômico.
Laudecy Ferreira - Bem, infelizmente, nos afazeres domésticos e na educação dos filhos, ainda nos sentimos, na maioria das vezes, sozinhas ou com pouca participação masculina. Gostaria que o Brasil tomasse como exemplo a Educação familiar da Suécia, que, a partir da licença- maternidade, fase importantíssima para a formação do ser humano, já percebe essa necessidade, como por exemplo, na Suécia essa licença é de 480 dias, ou seja, 1 ano, 3 meses e 25 dias e  transforma a licença-maternidade em um benefício remunerado para ambos os pais, com o objetivo de estimular os homens a assumirem um papel mais ativo na criação dos filhos e propiciar ainda uma divisão mais igualitária das tarefas domésticas. Segundo a legislação sueca, até o terceiro mês a licença é para o pai e para a mãe e, a partir dessa data, o casal tem que optar sobre qual dos dois continuará de licença, mesmo que a mãe ainda esteja amamentando. Esse período pode ser ainda alternado, para que tanto pai quanto mãe possam se revezar na licença-maternidade, isso sim, é pensar em qualidade de vida e equidade familiar, pois a infância é a base para toda vida adulta. Outro desafio é alcançarmos 50% no preenchimento nas chapas eleitorais para candidatas nos cargos públicos, afinal, o mundo precisa ser mais solidário.

Lucélia Muniz - E como a Educação pode ser usada como uma “arma” no combate a estas situações?
Laudecy Ferreira - É preciso que políticas públicas de qualidade tenham sua efetividade na vida social, cultural, ambiental, educacional, familiar e econômica da população. A qualidade de vida humana e ambiental devem estar em primeiro lugar ao se pensar em planejar e implementar essas políticas, onde o foco deve ser a realidade da comunidade. Afastar a corrupção do meio social e político é outra forma de se concretizar uma educação de qualidade para as pessoas e para as “cidades.”

Lucélia Muniz - Deixe-nos uma mensagem neste Dia Internacional da Mulher.
Laudecy Ferreira - Que nós mulheres possamos interagir com mais frequência nas decisões políticas sociais, educacionais e culturais de forma efetiva e que os homens na sua totalidade nos vejam simplesmente como mulher, seres capazes de equidade de gênero e de contribuir com o crescimento sustentável para a humanidade e o Meio Ambiente.

Um comentário:

  1. Laudecy parabéns por suas escolhas e conquistas! Bela mensagem!
    bjs Sandra Portugal
    www.projetandopessoas.com.br

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)