sábado, 29 de maio de 2010

Mãe D'água



A mãe d’água é o sitio de maior relevância, tanto por sua escala, quanto por sua importância histórica e mitológica, entendido como sagrado pelos índios que habitaram a região. Constitui uma fonte de água entre formações rochosas milenares. A mãe d’água é um local religioso sagrado pelos índios. Assim, ofertavam-se a uma grande serpente dos rios e dos lagos nos boqueirões, flores, frutos e, às vezes, cabeças humanas, para dar maior proteção as suas tribos. Nas noites de lua cheia, ela saía fora d’água, transformando-se numa linda moça metade peixe e metade mulher, atraindo os (caçadores/ pescadores) para o fundo das águas. O acesso, se comparado aos demais atrativos de mesma natureza, é mais difícil, já que não se pode ir de carro. A caminhada inicia-se na sede a margem do rio Cariús, durando aproximadamente uma hora, tendo ser feita com a orientação de um guia. Porem a falta de sinalização especifica e outros equipamentos de apoio dificultam ainda mais o acesso.

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.