terça-feira, 24 de março de 2020

Pandemia de coronavírus adia Olimpíada de Tóquio para 2021

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 24 de março de 2020
Via Carta Capital

Pedido do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, para adiamento dos Jogos foi aceito pelo Comitê Olímpico Internacional

Os Jogos Olímpicos de Tóquio, previstos para serem disputados entre 24 de julho e 9 de agosto deste ano, foram adiados para 2021 devido à pandemia do coronavírus, anunciou nesta terça-feira 24 o Comitê Olímpico Internacional (COI).

Trata-se de um adiamento inédito na história dos Jogos, cuja primeira edição na era moderna foi disputada em 1986. Somente as duas Guerras Mundiais foram responsáveis por perturbar o calendário olímpico, em 1916, 1940 e 1944, mas em todos estes casos a decisão final foi o cancelamento definitivo das edições.

“Nas circunstâncias atuais e com base nas informações apresentadas hoje 24 pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos Olímpicos de Tóquio devem ser reagendados para depois de 2020 e serem disputados no mais tardar no verão (boreal) de 2021, com o objetivo de preservar a saúde dos atletas e de todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos, assim como da comunidade internacional”, anunciou o COI em comunicado.

Pouco antes, em Tóquio, ao término de uma teleconferência com o presidente do COI, Thomas Bach, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou que havia “apresentado uma proposta de adiar (os Jogos Olímpicos) por cerca de um ano” e que o dirigente olímpico concordou “em 100%”.

Esta decisão do COI e dos organizadores dos Jogos se mostrava cada vez mais provável nos últimos dias diante da propagação do coronavírus no mundo e da enxurrada de pedidos de adiamento vindos de atletas e federações de grande influência.

0 comentários:

Postar um comentário

LUCÉLIA MUNIZ FRANÇA
Blogueira, Professora e Microempresária. Membro da Academia de Letras do Brasil/Seccional Araripe-CE, Cadeira nº 35 que tem como Patrona a Professora e Artesã - Maria Constância da França Muniz. Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Regional do Cariri-URCA com habilitação em Matemática. Especialista em Matemática e Física pela Faculdade de Juazeiro do Norte-FJN.