terça-feira, 3 de março de 2020

Mateus Poeta da Comunidade do São José do Lagamar, escreve mais uma obra desta vez trazendo um Memorial sobre a vida de Manuel Sátiro

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 03 de março de 2020
Com a palavra o Autor – Mateus Poeta
"Nasci no interior, comunidade soberana. Sou filho de São José, mas meu filho é Jaguaruana".
Com essa frase em rima de poesia manifesto todo o meu carinho e amor incondicional pela minha comunidade de São José do Lagamar e pela cidade de Jaguaruana. São José do Lagamar, berço de José Reinaldo de Araujo que foi um advogado e grande líder comunitário sociocultural na comunidade e lutou incansavelmente com Francisco Erismar da Silva pelo desenvolvimento da Banda do São José.

No ano de 2015, tomei posse na Academia de Letras de Jaguaruana ocupando a cadeira 22, onde levo em memória meu patrono imortal, o filho da minha preciosa comunidade do São José, o Dr. José Reinaldo de Araújo. Considero um privilégio representar minha comunidade na academia e uma dádiva ocupar uma cadeira levando o nome do Dr. José Reinaldo.

Farei uma breve biografia da Academia de Letras de Jaguaruana, fundada em 03 de abril de 2015. Uma associação civil de caráter cultural, literária, artística, esportista, educacional e social, sem fins lucrativos, de duração ilimitada, com o nome de ACADEMIA DE LETRAS DE JAGUARUANA- ALJ, que se rege por um estatuto e, subsidiariamente, pelo Código Civil e demais leis em vigor no País, tendo o seu foro em Jaguaruana, Ceará, com sede provisória à Rua da Matriz, centro S/N, Jaguaruana-Ceará.

As primeiras reuniões aconteceram no ano de 2013, em Itaiçaba, com um bom número de participantes de várias cidades. Depois, em Aracati, com um pequeno grupo, em 2014. Em 2015, já em Jaguaruana, por várias vezes, sempre com amigos, intelectuais, artistas e escritores, as reuniões passaram a acontecer no Sindicato dos Servidores Públicos de Jaguaruana e na sede do Memorial da Carnaúba, no Centro de Jaguaruana.

Na data de 05/04/2015, tornou-se oficial a sua fundação com eleição e posse. E, em 03/05/2015, regulamentando e aprovando ainda mais a ideia de uma instituição honrosa para os jaguaruanenses. Hoje se encontra nos trâmites de regulamentação de registro jurídico em cartório. O nome ACADEMIA DE LETRAS DE JAGUARUANA - ALJ foi aprovado depois de várias sugestões, sendo que o primeiro nome sugerido foi Academia de Letras, Artes e Ofício de Jaguaruana-JAGUARTE.

Somente depois de vários diálogos com escritores filhos da terra, inclusive com a professora e escritora Vicência Jaguaribe, e contatos pelas redes sociais com os membros envolvidos, é que ficou definido o nome de Academia de Letras de Jaguaruana-ALJ, com aprovação em Assembleia.
Jaguaruana, berço de outros nomes e personalidades ilustres que fizeram a história do município, tanto na parte física e cultural, entre eles: Antônio José de Freitas, Sinhazinha Jaguaribe, Professor Osmiro de Oliveira Barreto, escritora Emília de Freitas, a Patrona maior da Academia de Letras de Jaguaruana, o Monsenhor Raimundo de Sales Façanha, Francisco Jaguaribe, Ivonete Maia, dentre tantos outros nomes que deixo de colocar na lista, pois se eu colocasse todos, faltaria espaço.

Na oportunidade, expresso o nome de Manuel Sátiro e escrevo um resumo memorial de sua vida. Essa minha pesquisa vem como recordação deste grande filho de Jaguaruana. Vai além de uma homenagem escrita nestas folhas, pois nada é apagado ou esquecido quando está gravado em nossa memória. Então, deixo este meu novo trabalho registrado para toda família Sátiro e para todos os filhos e filhas desta glamorosa terra, e que jamais esta obra sobre Manuel Sátiro seja esquecida.

Quero agradecer o apoio e as informações de Erismar Silva e sua esposa Ana Lúcia e dos familiares de Manuel Sátiro, Leila Sátiro e Silvana Sátiro. Assim como de minha companheira Débora Sales, parentes e amigos.

Finalmente, agradeço todas as bênçãos sagradas e à divina proteção de Deus, ao Padim Cícero de Juazeiro e São Francisco das Chagas de Canindé, ao Padroeiro São José, de quem minha comunidade leva o nome, e nossa Senhora Santana Padroeira de Jaguaruana, por iluminar minha mente para que eu possa ter paciência e sabedoria para desenvolver mais um bom trabalho de pesquisa e memória.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário logo abaixo! Sua interação é muito importante!