sexta-feira, 16 de março de 2018

10 anos da criação das EEEPs do Estado do Ceará

Lucélia Muniz
Ubuntu Notícias, 16 de março de 2018
Via Secretaria da Educação do Ceará/Coordenadoria de Educação Profissional / Sistema de Gestão Escolar
O Estado do Ceará tem se destacado no cenário nacional pela grande capacidade de desenvolvimento e ampliação da política de Ensino Médio integrado à educação profissional. Em 2008, quando o programa foi iniciado, foram implantadas 25 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP), que ofertavam, em 20 municípios, quatro cursos profissionais de nível técnico: Informática, Enfermagem, Guia de Turismo e Segurança do Trabalho.

O critério adotado pela SEDUC para a escolha dos municípios que iriam receber as primeiras escolas profissionais foi, além da capital, ser município sede das Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (CREDE). A secretaria também seguiu alguns parâmetros para eleger as escolas estaduais que se tornariam escolas de educação profissional: se situarem em áreas de vulnerabilidade social; apresentarem indicadores educacionais abaixo do esperado como forma de revitalizá-las; e estarem em condições mínimas necessárias à implantação.

A escolha dos cursos se deu em função das características socioeconômicas dos municípios inicialmente contemplados, em diálogo com os projetos estratégicos do governo estadual no que se refere ao desenvolvimento econômico e produtivo do Ceará. Esse critério continua a ser considerado na criação de novos cursos.

Passados 10 anos de implantação do projeto, constata-se uma expansão significativa em 2018:
Número de escolas – ampliação de 25 para 119 escolas;
Número de municípios contemplados – ampliação de 20 para 95 municípios;
Número de cursos técnicos ofertados - ampliação de 4 para 52 cursos, nas mais diversas áreas de atuação.

Em 2018, aproximadamente 12% dos alunos do ensino médio estão nas escolas de educação profissional, o que representa um total de 52.555 alunos, conforme indica a oferta de matrícula. Os grandes beneficiários desse projeto são os estudantes, que ano a ano vêm sendo contemplados com a ampliação do acesso.

Quanto a EEEP Wellington Belém de Figueiredo, esta é a 101ª Escola Estadual de Educação Profissional do Estado do Ceará.  Onde os jovens de Altaneira, Nova Olinda e Santana do Cariri, municípios da região do Cariri, formam o corpo discente desta referida instituição de ensino que foi inaugurada no dia 15 de maio de 2014.

Os estudantes fazem, ao mesmo tempo, o Ensino Médio e um dos quatro cursos técnicos ofertados: Agronegócio, Edificações, Finanças e Redes de Computadores. A EEEP foi construída em Nova Olinda, mas funciona em regime de consórcio com atendimento aos estudantes dos três municípios.
Faz parte da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 18, sediada em Crato.

A escola deve ser vista como uma experiência social e torna-se um espaço de reconstrução do conhecimento, constituída numa esfera de reflexão crítica das implicações políticas desse conhecimento produzido.
http://www.ubuntunoticiasce.com.br/2017/08/ubuntu-noticias-oferecimento.html

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)