quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Tempo...


Nessa correria chamada “vida”,

Não quero deixar passar,

Os detalhes que alimentam

Minha alma.


Quero tempo pra apreciar um luar,

Pra dizer um “Eu te Amo”.

Tempo...

Simplesmente tempo...


Tempo para Amar,

Para observar a Natureza,

Para ter inspiração,

Para ficar com a família,

Para ficar em silêncio,

Apenas em silêncio...


Não quero me tornar

Uma marionete dessa correria.

Porque perco e me perco em mim.


Lucélia Muniz

25 de Novembro de 2010.

2 comentários:

  1. Inspiração na madrugada, Lucélia? Gostei do poema. Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Então, inspiração fruto de minha atual rotina... melhor que não vire rotina!!! Um Ótimo Final de Semana!!! Bjus

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)