domingo, 6 de dezembro de 2009

Chove Chuva de Jorge Benjor


Chove chuva, chove sem parar/ Chove chuva, chove sem parar/ Pois eu vou fazer uma prece/ Pra Deus, Nosso Senhor/ Pra chuva parar de molhar/ O meu divino amor/ Que é muito lindo/ É mais que o infinito/ É puro e é belo/ Inocente como a flor/ Por favor, chuva ruim/ Não molhe mais o meu amor assim/ Por favor, chuva ruim/ Não molhe mais o meu amor assim.

0 comentários:

Postar um comentário

Grata pelo comentário! Volte sempre! :)